12 de agosto de 2013

Delegado diz que prisão de pastor motivou ataques ao AfroReggae



O delegado Márcio Mendonça Dubugras, titular da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), disse em entrevista ao Bom Dia Rio, que o que motivou os ataques ao grupo AfroReggae, no Rio, foi a prisão do pastor Marcos Pereira, desafeto do coordenador da ONG, José Júnior.  A polícia acredita que a ordem para os ataques ao grupo possa ter partido dos traficantes Fernandinho Beira-Mar e Marcinho VP, que cumprem pena no presídio de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná.

"A prisão do pastor Marcos ocorreu dia 7 de maio. Dia 10 de maio surgiu a conversa entre Beira-Mar e Marcinho VP e logo depois começaram a surgir os atentados. A gente acredita que a ordem para os atentados tenha partido por causa da prisão do pastor. Ele é investigado em inquéritos por vários crimes, entre eles, associação para o tráfico de drogas da facção desses traficantes. A conversa gravada entre os traficantes mostra a influência que ele tem, inclusive na transferência desses presidiários para um presídio no Maranhão, onde ele tem uma igreja. Isso demonstra a ligação próxima que existe entre essas pessoas", disse o delegado.

Na reunião, a dupla comenta a prisão do pastor Marcos Pereira, acusado pelo coordenador da ONG AfroReggae, José Junior, de ter estuprado fiéis. Os dois dizem que o religioso é inocente e uma frase de Beira-Mar chamou a atenção da polícia: "Foi o Juninho que estava por trás disso. Tinha que mandar um salve lá para ele", disse. "Salve", segundo as investigações, seria um sinônimo de ataque ou represália.

No domingo (11), o Fantástico mostrou que o encontro entre Beira-Mar e Marcinho VP, que foi gravado, recebeu o aval da justiça depois de Beira-Mar reclamar que se sentia muito sozinho em sua cela separada.

Dubugras diz que a polícia já tinha cinco inquéritos para apurar os ataques aos núcleos do AfroReggae. Segundo ele, a polícia vinha investigando os atentados e a gravação da conversa dos traficantes em Catanduvas veio corroborar as suspeitas sobre as ordens para os ataques.

O delegado disse que ainda há diligências a serem feitas e depoimentos a serem colhidos para concluir os cinco inquéritos. E que agora é preciso juntar todas as informações para imputar responsabilidades aos envolvidos no caso.

Ele defende a ideia de que os traficantes que lideram facções criminosas, como Beira-Mar e Marcinho VP, sejam isolados. E que até comunicações com parentes e advogados sejam monitoradas.

Fonte: G1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!