31 de agosto de 2016

Ex-vocalista do Diante do Trono, Gui Fares, tem conversas "Gay" vazadas na web

Como se não bastasse as recentes polêmicas envolvendo cantoras gospel, em fotos e vídeos sensuais, agora é a vez do Ex-Diante do Trono Guilherme Fares, ter áudios picantes vazados na web.

O cantor estaria conversando com um homem, e chegaram a trocar nudes.

Gui saiu do DT no início de 2013, e se mudou para os Estados unidos, onde vive até hoje.
Mesmo assim, mantém um canal no Youtube, onde se comunica com seus fãs, e canta em uma igreja em Washington
.
Assista ao vídeo e ouça os áudios exclusivos.


Confira os prints


Mais informações →

30 de agosto de 2016

Qual é a principal razão das invenções neopentecostais sobre batalha espiritual?

Quase todos os dias eu fico sabendo de uma nova doutrina relacionado à batalha espiritual. Na verdade, é impressionante a quantidade de bobagens, heresias e esquisitices fabricadas por alguns  líderes evangélicos.

Nessa semana eu fiquei pensando sobre os reais motivos que levam pastores e "apóstolos" a inventarem tantas doutrinas relacionadas a batalha espiritual, e cheguei a conclusão que em parte  isso deve a um parco entendimento sobre a doutrina da suficiência de Cristo.

Isso mesmo! Tanto os pastores como os apóstolos modernos demonstram desconhecer que a morte e ressurreição de Cristo foi suficiente para livrar e libertar o homem de qualquer tipo de maldição, mesmo porque, se conhecessem essa verdade não inventariam tantas estapafúrdias doutrinas. Senão bastasse isso a supremacia e a suficiência de Cristo têm sido negadas pelos mais variados tipos de pastores cujos ensinos não encontram respaldo nas Escrituras. 

Contrapondo-se a visão destes pastores e apóstolos de que além de Cristo é preciso  mais alguma coisa, para libertar o pecador das maldições provenientes das trevas,  afirmo sem titubeios que Cristo é tudo, e que sua obra na cruz foi plena, completa e que nada nem ninguém, nem tampouco nenhuma estratégia de batalha espiritual pode contribuir com a libertação do pecador. (João 8:36; Colossenses 1:13)

Isto posto, afirmo sem titubeios que Cristo é suficiente e que tentar inserir doutrinas, mandingas, achismos ou percepções espirituais no cotidiano do cristão afirmando ser isso armas de uma batalha espiritual é pecar contra Cristo, bem como as verdades reveladas pelas Escrituras.

Pense nisso!

Mais informações →

Lula compara Dilma a Jesus Cristo e diz que impeachment é uma trama de Judas Iscariotes

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comparou a presidente afastada Dilma Rousseff a Jesus Cristo em uma entrevista concedida para comentar as acusações contra sua sucessora e o processo de impeachment.
Para Lula, ao ir ao Senado discursar e responder as perguntas dos parlamentares que a julgarão, Dilma decidiu se “expor corajosamente” na tentativa de reverter votos de sete ou oito senadores e garantir a salvação de seu mandato.
Na entrevista à BBC, Lula disse que a ida de Dilma serviu “para que o Judas Iscariotes possa acusá-la na frente dela”, numa infeliz comparação da presidente afastada a Jesus Cristo.
“Com a situação que está hoje, o senhor se preocupa com o país no próximo ano?”, questionou a jornalista Júlia Dias Carneiro. E em sua longa resposta, o ex-presidente fez suposições de que a saída do PT do governo é sinônimo de perda de direitos trabalhistas.
“Eu me preocupo todo dia com o Brasil. Eu acho que a gente nesse instante de crise tem que pensar como sair da crise, não ficar discutindo a crise. Eu dizia, no G20 de 2009, que o problema da crise era a falta de lideranças políticas para decidir politicamente o que tinha que ser feito. E eu acho que aqui no Brasil a gente poderia ter saído da crise mais rápido. Quando você demora para tomar uma decisão, pode virar um século. Nós demoramos, o Congresso quis prejudicar a presidenta. A presidenta e o governo exageraram na política de desoneração”, introduziu Lula, num tímido e parcial mea-culpa.
O ex-presidente aprofundou sua tese de que o governo de Michel Temer (PMDB) poderá cortar direitos trabalhistas, hipótese já negada pelo presidente interino: “É uma lição. A nossa briga agora é para não permitir que os trabalhadores percam aquilo que conquistaram nos bons períodos do país. Aumento de salário, programas sociais que não permitiram que a miséria voltasse. Lamentavelmente, nós estamos com o desemprego crescendo e isso é muito ruim. O emprego é uma coisa que dá cidadania ao ser humano. O ser humano, se tem emprego, saúde e salário, ele está muito bem. Eu torço para o Brasil ficar bem em qualquer momento. Porque se o Brasil estiver mal, eu também estou mal. Se o Brasil for mal, o povo vai sofrer”, disse, omitindo as razões pelas quais o número de desempregados cresceu tanto de 2014 para cá.
Por fim, Lula expressou seu maior devaneio, ao comparar Dilma Rousseff a Jesus Cristo: “Primeiro, eu estou torcendo para […] o Congresso não afastar a Dilma. Eu tenho esperança. Eu sou um homem de muita esperança. Vai ser um momento importante, um momento histórico, porque a presidenta vai ao Senado se expor. Ela corajosamente vai se colocar diante de seus acusadores para que o Judas Iscariotes possa acusá-la na frente dela. E ela vai tentar mostrar para eles o erro que estão cometendo. Se a Dilma não conseguir convencer os 28 senadores [número de votos necessários para evitar o impeachment], ela vai estar fazendo um gesto histórico neste país. É uma mulher de coragem se expor diante de 81 senadores e ouvir de cada um, olho no olho de cada um, a acusação e poder, olho no olho, se defender. Eu quero saber como os senadores vão voltar para casa e olhar para suas mulheres, filhos, netos. Eles vão ter que reconhecer que ilegalmente eles afastaram uma pessoa eleita nesse país. E a história não julga na mesma semana. Às vezes a história demora séculos para julgar e eu trabalho com isso”, finalizou.
Via: GospelMais
Mais informações →

29 de agosto de 2016

Dispostos a ter suas cabeças cortadas para testemunhar Cristo na Síria


Dispostos a ter suas cabeças cortadas para testemunhar Cristo na SíriaDispostos a ter suas cabeças cortadas para testemunhar Cristo na Síria

Milhares de cristãos fugiram da Síria desde o início da guerra que devasta o país. Pressionados pelo avanço dos jihadistas do Estado Islâmico, depois de mais de 4 anos de conflito a comunidade cristã no país é uma fração da que existia.
Maria de Guadalupe, missionária argentina que vive há 18 anos no Oriente Médio está desde 2011 na Síria. Ela teve a possibilidade de sair do país quando a guerra começou, mas decidiu ficar. Residente em Aleppo, testemunha há 5 anos o drama da perseguição cristã nas mãos dos extremistas.
Recentemente, em viagem ao Chile, deu um detalhado relato da situação que vivem os que permanecem na região. Os cristãos que continuam na Síria e no Iraque “estão dispostos a dar suas vidas – mesmo que suas cabeças sejam cortadas – para testemunhar Jesus Cristo”, afirmou.
Para a freira católica, eles mantêm “a alegria, a esperança e a paz”. Diz acreditar que “isso Deus lhes dá como um dom em retribuição à sua generosidade a sua fortaleza para manter o testemunho até as últimas consequências”.
Ela vem pedindo que os cristãos do mundo todo continuem lembrando dos perseguidos em suas orações. São “mártires de nossos tempos, dispostos a entregar tudo, inclusive seu bem mais precioso que é a própria vida”, resumiu a religiosa. Esclarece que não faz diferença a confissão, membros de todos os ramos do cristianismo estão unidos e se ajudam mutuamente.
Seu desejo é que a situação deles seja mais conhecida, pois eles necessitam de todo apoio possível. Ela já falou na ONU sobre o assunto, mas não teve nenhuma manifestação de apoio.
Apesar do Ocidente fazer vistas grossas, Maria acredita que a entrada da Rússia no conflito, dando apoio ao exército nacional sírio trouxe alguns avanços positivos. “Pela primeira vez em alguns anos, vemos o Estado Islâmico retrocedendo e a recuperação de algumas cidades”.
Por outro lado, a missionária reconhece que a medida em que vão perdendo espaço, os jihadistas geralmente voltam sua fúria para os cristãos. Ela se queixa dos meios de comunicação internacionais mais importantes. “Eles não estão divulgando as notícias e isto não é uma casualidade”, dispara.
No seu entendimento, “tudo relacionado à perseguição aos cristãos é muito escondido”. A solução seria os cristãos ocidentais procurar se informar por outros meios e divulgar o que realmente ocorre. Finaliza fazendo um apelo “para que os cristãos no ocidente possam se unir a esta causa. Os cristãos perseguidos na Síria e no Iraque confiam nas orações do resto do mundo”. Com informações deAciprensa
Assista o depoimento da missionária:
Via: Gospel Prime
Mais informações →

Com dívidas de R$ 1,8 milhão, Malafaia cancela contrato com a RedeTV! e pede ajuda a fiéis

O pastor Silas Malafaia anunciou que encerrou o contrato que mantinha com a RedeTV! para exibição, aos sábados, do programa Vitória em Cristo devido a uma dívida que chega a R$ 1,8 milhão. A informação foi enviada aos colaboradores da associação homônima.
O programa Vitória em Cristo, no ar há mais de 34 anos, era exibido na RedeTV! há mais de duas décadas (o espaço na grade de programação começou a ser locado pelo pastor quando a emissora ainda se chamava Manchete), e o acúmulo de débitos obrigou o encerramento do contrato.
Em um e-mail objetivo, Malafaia pediu aos “parceiros ministeriais” – fiéis que contribuem mensalmente com valores diversos para que a Associação Vitória em Cristo mantenha suas atividades, que incluem projetos sociais – que “não falhe com a semente que tem plantado” nos projetos da entidade.
Malafaia sempre ressaltou que as ações da Associação Vitória em Cristo são custeadas pelos “parceiros ministeriais”, já que quando iniciou as atividades da entidade, ele não contava com ajuda da então Assembleia de Deus da Penha, atualmente ADVEC.
“Estamos precisando muito, mas muito mesmo, que você não falhe com a semente que tem plantado em nosso ministério. Acabo de cancelar o contrato com a RedeTV, referente ao programa exibido há mais de 20 anos nessa emissora, por falta de recursos. A Associação Vitória em Cristo possui um débito de aproximadamente 1 milhão e 800 mil reais, que não tem conseguido pagar e, por isso, cancelamos o programa, a fim de adequar nossos gastos à nossa receita”, diz a introdução do e-mail enviado aos fiéis que são colaboradores da entidade.
No comunicado, o pastor afirma que continuará “com a exibição do programa na Rede Bandeirantes, aos sábados, ao meio-dia”, e relata que os projetos de cunho social estão garantidos, por enquanto: “Ainda não cortamos nenhuma verba dos projetos sociais, porque, se fizermos isso, algumas entidades terão de fechar suas portas, e pessoas necessitadas deixarão de ser assistidas”.
Ao final, o pastor pede que os fiéis ajudem na quitação das dívidas: “Estamos atravessando um momento dificílimo. Peço em nome de Jesus que você mantenha sua fidelidade como Parceiro Ministerial. Somente Deus poderá recompensá-lo”.
pastor silas malafaia - associacao vitoria em cristo

Via: Gospel+
Mais informações →

27 de agosto de 2016

Denunciada por carcere privado, Bianca Toledo é intimada para depor.

(Exclusivo Web Evangelista)
Mais um capítulo do Caso Bianca Toledo x Felipe Heiderick:
Bianca Toledo foi denunciada por cárcere privado, por ter colocado seu marido Felipe Heiderich na Clínica psiquiátrica.

Foi intimada a depor e prestar os devidos esclarecimentos sobre o caso e simplesmente viajou para o exterior. Ao que tudo indica ela não está dando a atenção devida à justiça!

Segue intimação e detalhes sobre a viagem.





Postou : WebEvangelista

Mais informações →

24 de agosto de 2016

“Sou princesa de Satanás”, diz mãe suspeita de matar filho com 50 facadas na Paraíba



“Sou a princesinha de Satanás”, dizia Sônia Paula Soares Marinho, de 39 anos, quando aguardava para prestar depoimento na delegacia. Ela é suspeita de matar o filho Kaio Márcio Soares Nóbrega Marinho, de cinco anos, com mais de 50 facadas, em Campina Grande, nessa sexta-feira (19).


Segundo a polícia, a mulher aparentava estar descontrolada e ainda gritou: “Vocês vão pagar um alto preço por isso, meu pai é o rei, o grande El Shaddai. Eu te obedeço, meu pai”.

Ela foi presa em flagrante e será autuada por homicídio qualificado, podendo cumprir pena que varia de 12 a 30 anos de detenção.
De acordo com a polícia, ela morava só com o filho, em um quarto alugado nos fundos de uma casa, no bairro São José, na área central de Campina. A dona do imóvel estava abalada e não quis falar com a imprensa.
Veja a matéria da TV Correio sobre o caso:




***
Consciência Cristã
Mais informações →

22 de agosto de 2016

ANA PAULA VALADÃO E A EGOLATRIA DE UMA IGREJA ENFERMA



Por Thiago Oliveira

“Queixo pra cima, Princesa! Rainha! Senão a coroa cai”. Essa é uma frase “mantrica” que se repete numa música* cantada por Ana Paula Valadão num evento da Igreja Batista da Lagoinha. Além da sofrível melodia, que parece canção de programa infantil, a letra é terrível. Num templo que foi pintado de preto e que teve o púlpito retirado, a celebração é do homem para o homem. A líder do grupo Diante do Trono, no meio da música manda um “celebre a sua identidade, mulher”. Como se essa bizarrice não bastasse, ainda há uma coreografia no qual uma senhora é coroada e dança com aquela típica coroa de debutante. Além de deturpar o evangelho, precisa ser tão brega assim?

A grotesca egolatria evangélica, recheada de eventos em que Deus é apenas subserviente, sendo invocado para atender os caprichos de “crentelhos mimados”, chega ao seu ápice quando ao invés de utilizar o momento do louvor para bendizer o nome do SENHOR, e enaltecer seus atributos, um grupo passa a exaltar qualidades humanas. Numa parte da canção, no qual insta as mulheres a se lembrarem do que são, há uma lista de qualidades, dentre elas: bonita, inteligente, sábia, paciente, humilde, submissa, mansa, obediente, respeitadora, encorajadora e etc...etc...etc. Também se exalta o fato da mulher orar e jejuar, redundando em mais um adjetivo elogioso, que seria “fervorosa”.

Não tive como não recordar a parábola que Jesus conta sobre a oração do fariseu e do publicano. O primeiro exalta a si mesmo por conta do cumprimento de atividades religiosas. O segundo apenas bate no peito clamando por misericórdia, reconhecendo sua pecaminosidade. Cristo nos diz que foi o publicano quem saiu justificado diante de Deus (Leia a parábola em Lucas 18. 9-14). No evangelho não existe espaço para autoglorificação. Nós devemos nos lembrar de que somos pó, que nossa vida é como um sopro e ai de nós se não fossem as misericórdias do SENHOR sobre quem somos. Sendo assim, que negócio é esse de “celebre quem você é”?

O que a Ana Paula Valadão promove vai de encontro com o padrão de humildade prescrito na Bíblia. Ora, para quê essa necessidade de autoafirmação? Pelo que dá a entender, a intenção é levantar a moral de mulheres que estão deprimidas, desiludidas da vida. Precisamos ter amor por tais e procurar ajuda-las a atravessar momentos de dificuldade - talvez um surto depressivo? Sim, devemos. Mas faremos isso apoiados na Palavra, buscando exaltar o nome do Senhor ao invés do nosso. Transformar uma pessoa depressiva numa narcisista não é a solução adequada, muito pelo contrário, só aumenta o prejuízo. Uma pessoa que precisa lutar contra a depressão deve se amar, mas o amor em primazia deve ser dado a Deus. Este é o primeiro grande mandamento. Ademais, amar-se não significa viver caçando elogios ou vangloriando-se pelas suas qualidades. Assim como a humildade - segundo a Bíblia - não significa negá-las. Então, o que vem a ser uma pessoa humilde? Tim Keller responde com a seguinte afirmação:

“A pessoa verdadeiramente humilde não é aquela que se odeia ou se ama, e sim a que tem a humildade do Evangelho. É uma pessoa que se esquece de si mesma e cujo ego é igual aos dedos dos pés. Eles simplesmente exercem sua função. Não imploram por atenção”.

Ao contrário do que muitos pensam, não tenho prazer em escrever esse tipo de texto. Mas mesmo não gostando, me sinto no dever de expor o falso evangelho, até porque ele resulta numa adoração a um deus falso. Sabe qual o nome disso? Idolatria! E a igreja evangélica, de modo geral, tem se especializado em idolatrar o ser humano. Isso é resultado de uma má compreensão da Escritura, que por sua vez, resulta em púlpitos adulterados, em que apesar de ter um pastor e uma Bíblia aberta, prega mensagens moralistas e de autoajuda, massageando o ego de uma geração acomodada e materialista. Quando a pregação expositiva e fiel da Escritura e a sã doutrina são deixadas de lado, a igreja – mesmo aparentando crescimento devido ao seu aumento numérico – está desfalecendo. Está gravemente enferma.

Mulheres e homens não devem colocar queixo pra cima. O mais propício é que ele fique baixo, encostado ao peito. E com a fronte e os joelhos prostrados, nossa oração deve ser a seguinte: “Senhor, diante de ti eu sei que nada sou, mas por Tua graça, livra-me de todo mal. Inclusive, livra-me de mim mesmo e dos maus desejos que afloram de minha natureza pecaminosa. Santifica-me na verdade. A Tua palavra é a verdade, e nela quero me aprofundar. Reina em mim, senhor Jesus. Amém”.

Não queiramos ser tidos por príncipes ou reis. Almejemos o status de servos bons e fiéis, pois, são estes que estarão na presença do verdadeiro Rei, desfrutando das benesses do seu reino. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre.

assista:



***
Electus
Mais informações →

19 de agosto de 2016

Pastora é acusada de planejar sacrifício de criança supostamente possuída por demônios

Uma criança que supostamente estaria possuída por espíritos malignos escapou de um ritual que poderia terminar com seu sacrifício, diz a Polícia Militar do Distrito Federal. O caso envolve uma pastora evangélica e uma fiel.
A pastora Jacivã Pereira dos Santos, conhecida como Jaci, 44 anos, lidera a igreja Casa da Oração Pentecostal dos Escolhidos de Deus, em Ceilândia Norte (DF) e teria convencido uma fiel a manter a filha em cárcere privado e sem alimentação pois estaria possessa por demônios.
O relato de uma testemunha diz que a menina de 8 anos seria sacrificada em um ritual de exorcismo, que teria a participação da própria mãe e da pastora.
De acordo com informações do site Metrópoles, a pastora e a mãe da criança foram presas no momento em que a Polícia Militar resgatou a menina, que era mantida em um quarto no fundo do templo, sem móveis.
Em um vídeo feito pela PM, a menina diz que não podia se levantar porque a perna estava machucada, e que não ia à escola porque a mãe não deixava. Após uma audiência de custódia na Justiça do Distrito Federal, a mãe da criança e a pastora Jaci foram libertadas.

Possessão

Testemunhas relataram que a pastora Jaci teria influenciado quatro mães que frequentam a Casa da Oração Pentecostal dos Escolhidos de Deus a abandonarem seus filhos porque eles estariam com “o demônio no corpo”.
A solução oferecida por Jaci, segundo as testemunhas, seria se afastar das crianças e se divorciarem dos maridos, cortando também relações com todos os parentes, pois eles estariam “endemoninhados”.
No entanto, a denúncia encaminhada ao Conselho Tutelar aponta que a pastora Jaci teria motivação financeira, e por isso havia orientado as fiéis a se afastarem dos maridos e parentes, e assim, garantir que elas entregassem dízimos e ofertas.
Uma mulher que é parente de uma das fiéis que abandonou o filho, de apenas seis meses, depois que Jaci a convenceu de que ele estava possuído, corroborou a acusação, sob condição de permanecer anônima.
A fiel seria uma empresária no ramo da educação infantil, e mesmo assim, teria sido influenciada pela pastora: “Ela tem formação superior em pedagogia. Não se trata de uma pessoa humilde e sem instrução, mas teve a personalidade modificada por essa pastora. Ela foi convencida a largar o marido e a abandonar o filho de 11 anos com o pai. Por último, entregou o seu bebê de 6 meses para adoção simplesmente porque a pastora afirmou que todos estavam possuídos”, contou.
A ideia da pastora seria garantir o repasse das ofertas e dízimos sem que os parentes interferissem: “Como essa minha parente é dona de uma escola e fatura um bom dinheiro, a pastora recebe cerca de R$ 2 mil por mês com o dízimo”, contou a mulher, que revelou que a fiel empresária cortou relações com todos os parentes e deixou o bebê em um abrigo, aos cuidados da Vara da Infância e da Juventude (VIJ).
“Tentamos ficar com a criança, todos da família queriam, mas ela disse que o bebê estava com o demônio e que deveria morrer. Estamos tentando reaver a guarda”, desabafou.

Justificativa

A pastora, que passou aproximadamente 48 horas presa, reuniu os fiéis no templo após ser liberada para explicar o que tinha acontecido, e reiterou que a criança que havia sido mantida em cárcere privado estava com o “demônio no corpo”, e que poderia se tornar uma ameaça a todos.
“Qualquer hora ela poderia pegar e matar, né? Manifestar os demônios”, disse a pastora durante o culto. A reportagem do Metrópoles, que foi ao local, disse que a pastora fechou as portas do templo quando percebeu que estava sendo gravada.


Guarda

O pai da menina que foi mantida em cárcere privado procurou o Conselho Tutelar e disse que quer a guarda da filha, pois não sabia do que estava acontecendo porque não a via há cerca de dois anos.
A menina foi internada no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) para se recuperar de um quadro de grave desnutrição, e recebeu a visita do pai.

Outro caso

O Conselho Tutelar vem investigando outro caso, que envolve um casal de servidores públicos. A pastora Jaci convenceu a mulher de que o marido e o filho estariam sendo “comandados pelo demônio”, apesar de ele também ser frequentador da igreja.

A forma de ação da pastora nesse caso teria sido idêntica aos demais, pois a mulher foi orientada a abandonar todos os familiares, e teria se divorciado do marido, deixando o filho com ele. Ela manteve as contribuições financeiras com a igreja.

VIa: Gospel+
Mais informações →

Patrícia Lélis é diagnosticada como mentirosa compulsiva e poderá ser internada em hospital psiquiátrico


O indiciamento formal de Patrícia Lélis por extorsão e denunciação caluniosa ocorreu na tarde da última quinta-feira, 18 de agosto, e o delegado responsável pela investigação revelou que Patrícia Lélis tem problemas psiquiátricos graves e já havia sido diagnosticada com mitomania.
Luiz Roberto Hellmeister, delegado titular do 3º Distrito Policial de São Paulo, afirmou categoricamente que a estudante de jornalismo mentiu em depoimento ao dizer que foi ameaçada e mantida em cárcere privado pelo ex-chefe de gabinete do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), Talma Bauer.
O delegado irá pedir a prisão preventiva de Patrícia Lélis ao final do inquérito: “Em decorrência do perigo que ela coloca à sociedade e às pessoas que a cercam, com falsas verdades, com mentiras, não medindo as consequências, dos seus atos”, disse Hellmeister, explicando os motivos do futuro pedido de prisão.
“Ela inventou a história de sequestro aqui em São Paulo. Agora, se houve estupro ou não, isso está em Brasília”, disse o delegado, segundo informações da Veja.
Hellmeister revelou ainda que Patrícia Lélis foi diagnosticada com mitomania no ano passado, quando denunciou um suposto estupro ocorrido quando ela tinha 15 anos de idade. “Ela narrou que com 15 anos de idade ficou em cárcere com mais duas amigas, por cerca de três dias, sendo estuprada todos os dias”, afirmou o delegado.
Na entrevista concedida ao Conexão Repórter, Patrícia afirmou que o estupro tinha sido perpetrado por um técnico que tinha ido à sua casa consertar uma máquina de lavar roupa.
A decisão final sobre o indiciamento de Patrícia Lélis foi tomada após o delegado ouvir o depoimento de outras pessoas, incluindo o ex-namorado da estudante, Rodrigo Simonsen. As revelações feitas por ele foram consideradas cruciais para derrubar a versão de cárcere privado e coação atribuídas falsamente ao ex-assessor parlamentar.
Simonsen revelou que dormiu quatro noites com Patrícia no hotel San Raphael, no mesmo período em que ela alegava estar em cárcere privado.


Bauer

Novos detalhes da atuação de Bauer foram revelados pela Polícia na tarde de ontem. Inicialmente, o ex-assessor negou o pagamento dos valores, mas diante dos indícios que a jovem lançou na internet, aceitou pagar para que a estudante interrompesse as acusações a Feliciano.
Ele chegou a dar R$ 20 mil em dinheiro a Patrícia Lélis, e reiterou que os valores teriam saído de suas economias pessoais, já que ele é um investigador aposentado e como chefe de gabinete parlamentar recebia cerca de R$ 20 mil mensais. Hellmeister entendeu que não houve crime da parte dele.

Internação

Patrícia Lélis pediu ao delegado um prazo de cinco dias para que ele encerre o inquérito em que ela terminou indiciada por extorsão e denunciação caluniosa.
De acordo com o jornalista Leandro Mazzini, da Coluna Esplanada, no Uol, esse prazo teria sido pedido pela estudante e sua advogada para que fossem apresentadas provas de que ela não extorquiu Bauer. Mazzini foi o primeiro jornalista a noticiar as acusações de Lélis contra Feliciano e seu ex-chefe de gabinete.
No entanto, o Gospel+ apurou com testemunhas que estiveram na delegacia durante os depoimentos na tarde de ontem, que o prazo de cinco dias teria sido pedido pela advogada para que a estudante formalizasse uma confissão de mentira, assumindo os crimes.
Essa confissão seria feita para que Patrícia fosse conduzida a uma instituição psiquiátrica, onde teria sua saúde mental tratada, ao invés de presa preventivamente.
Ainda de acordo com a mesma testemunha, que pediu anonimato, Patrícia teria argumentado que ela jamais acusou Bauer de cárcere privado e coação, e que essa teria sido uma dedução do delegado Hellmeister diante de seu relato.

Feliciano

O pastor publicou uma nota em seu site oficial e afirmou que confia na Justiça para que as acusações de estupro contra ele sejam derrubadas. Confira:
O indiciamento da estudante PATRÍCIA LÉLIS pela prática dos crimes de extorsão e denunciação caluniosa pela polícia do estado de São Paulo, reafirma a nossa plena confiança na lisura das instituições públicas e da Justiça de nosso país.
Já dizia o apóstolo Paulo no livro de Efésio onde disciplinou o necessário para realmente sermos filhos de Deus: ‘Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça’ (Efésios – 6:14). Boatos são boatos e nunca serão verdades! É o que temos para o momento, e seguimos confiantes até o término das investigações.

Deputado Federal
Pr. Marco Feliciano – PSC/SP
Assessoria Jurídica de Gabinete.

Via: Gospel+
Mais informações →

18 de agosto de 2016

Patrícia Lélis vai à delegacia para novo depoimento e é indiciada por extorsão


A estudante Patrícia Lélis, que veio a São Paulo para conceder entrevista à apresentadora Luciana Gimenez, da RedeTV!, compareceu na manhã desta quinta-feira, 18 de agosto, no 3º DP (Campos Elísios) para prestar um novo depoimento e terminou indiciada.
Além de Patrícia, o jornalista Emerson Biazon e o promotor de eventos Marcelo Machado, citado por ela em entrevistas, também compareceram e farão denúncias contra ela, de acordo com informações do jornalista Leandro Mazzini, da Coluna Esplanada, do portal Uol.
A jovem que acusou o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) de agressão e tentativa de estupro é investigada pela Polícia Civil paulista por extorsão ao chefe de gabinete do deputado, Talma Bauer.
“Há risco de não sair de lá. O delegado Luís Hellmeister está disposto a pedir sua prisão temporária, se cair em contradição”, pontuou Mazzini. “Uma garota chamada Kelly ‘Bolsonaro’, ex-amiga, barrada ontem na Rede TV!, vai depor contra ela”, acrescentou o jornalista.
Gospel+ apurou que a ex-amiga se chama Kelly Cristina e concederia entrevista a Luciana Gimenez no mesmo programa, contrapondo as afirmações de Patrícia, e apresentando materiais que contradizem as alegações da estudante de jornalismo.
No entanto, segundo Kelly “Bolsonaro”, Patrícia Lélis afirmou que desistiria de conceder a entrevista se ela também participasse do programa, e a direção do Superpop aceitou recuar, já que o interesse do público, a princípio, era ver os relatos da jovem brasiliense sobre a suposta agressão e tentativa de estupro de Feliciano.
Kelly revelou ao Gospel+ que também prestou depoimento a Hellmeister e expôs pontos contrários à narrativa de Patrícia Lélis, o que contribuiu para o indiciamento da estudante por falsa comunicação de crime e extorsão.
Publicação de Kelly "Bolsonaro" no Facebook momentos antes do Superpop ir ao ar.
Publicação de Kelly “Bolsonaro” no Facebook momentos antes do Superpop ir ao ar.

Foto

Além do vídeo das câmeras de segurança do Ministério do Trabalho que foram mostrados na matéria de Roberto Cabrini, do Conexão Repórter, no SBT, a assessoria do pastor Marco Feliciano apresentou uma foto de uma reunião do deputado com o presidente Michel Temer, no dia 15 de junho, após o encontro com o ministro Ronaldo Nogueira (PTB).
Veja abaixo:
Pastor Marco Feliciano aparece do lado esquerdo, ao lado de uma parlamentar de amarelo
Pastor Marco Feliciano aparece do lado esquerdo, ao lado de uma parlamentar de amarel
Via: Gospel+
Mais informações →

Organizadores desistem de cancelar evento com Marco Feliciano e pastor comemora no Twitter


Um evento com a presença do pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que chegou a ser cancelado pelos organizadores por causa da acusação feita pela estudante de jornalismo Patrícia Lélis, foi realizado na última sexta-feira, 12 de agosto.
Feliciano, que vem reagindo em silêncio às acusações feitas pela jovem brasiliense, usou seu perfil no Twitter para mostrar que a informação inicialmente divulgada pelo portal G1 estava desatualizada.
“O G1, portal de notícias da Globo, mentiu em matéria publicada na segunda-feira (8), onde afirmava que o evento com o pastor Marco Feliciano em Cascavel, no oeste do Paraná, havia sido cancelado”, publicou o pastor.
Porém, o cancelamento chegou a ser considerado pelo empresário e pastor Alaor Caciano Freitas, proprietário da loja de departamentos Ebenezer, que completou 15 anos. A palestra com Feliciano marcaria as comemorações pelo aniversário da empresa.
No entanto, no dia seguinte à publicação do G1, os organizadores divulgaram uma nova nota, retomando o evento, que foi realizado no Anfiteatro Emir Sfair, que tem capacidade para 800 pessoas. Não houve cobrança de ingressos, mas a entrada foi limitada devido à limitação do espaço.
“Depois de conversar com o pastor, analisei com mais tranquilidade os acontecimentos e cheguei à conclusão de que se num momento de ataque que alguém da nossa família estiver sofrendo, baseado em verdade ou em uma inverdade, nosso familiar não puder contar com o nosso apoio ele não vai ter com quem contar. Aí pesou o lado cristão e o apoio a um irmão na fé”, explicou o pastor Freitas.
Freitas ainda pontuou que Marco Feliciano não falou sobre as acusações feitas contra ele durante o evento, segundo informações do G1.
Confira o recado enviado pelo pastor Marco Feliciano ao G1 através do Twitter:

Mais informações →
Postagens mais antigas Página inicial

Seguidores

Google+ Followers

Nosso canal do Youtube

Loading...

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Carregando...