13 de outubro de 2016

Missões: líder de aldeia que era visto como divindade por fiéis se converte ao Evangelho


Um homem que foi separado desde a infância para o sacerdócio da religião predominante em sua aldeia, na Ásia, cresceu e tornou-se o líder espiritual e social de aproximadamente 500 famílias, e era tratado como uma divindade. Até o dia em que ouviu falar de Jesus Cristo.
O testemunho de Htin Khin é um dos mais impressionantes que chega através dos missionários que atuam na Ásia. Aos cinco anos de idade, ele foi enviado por seus pais para estudar em uma instituição religiosa, onde cresceu aprendendo os rituais e conceitos de sua crença.
Aos 20 anos de idade, ele se tornou o líder espiritual de sua aldeia, que tinha 500 famílias. Com a influência da religião, era obedecido por todos, e viveu cercado de fartura, itens preciosos e outros privilégios, todos ofertados pelos aldeões, que aos poucos, passaram a vê-lo como um deus.
Em pouco mais de duas décadas, Khin discipulou 400 jovens nos moldes do que aprendera na infância. Tornou-se influente, construiu 20 instituições religiosas para treinar milhares de crianças em sua fé, ao longo dos anos.
Porém, Khin nunca tinha ouvido falar de Jesus Cristo, de acordo com informações da Gospel For Asia, até o dia em que um missionário o abordou e apresentou o Evangelho a ele. “Você conhece Jesus Cristo?”, questionou o pastor Tamkinat. “Eu não sei quem é Jesus Cristo”, respondeu Khin.
Esse encontro aconteceu quando Khin já tinha 41 anos de idade. O missionário explicou quem era Jesus e as diferenças entre o Evangelho e a religião de Khin, afinal, ele havia sido criado naquela mesma tradição e conhecia os detalhes da crença.
Pouco a pouco, ajudou Khin a descobrir a verdade sobre Jesus Cristo. O que havia começado como encontros entre dois líderes religiosos de tradições distintas, transformou-se em amizade, e o pastor Tamkinat compartilhou tudo o que sabia sobre a Palavra de Deus.
Certo dia, Khin foi participar de um congresso cristão de quatro dias, onde pôde compreender mais a fundo o que era o plano de salvação. Lá, resolveu entregar sua vida a Jesus e disse que estava abandonando seu status de líder religioso na aldeia onde vivia.
Hoje, Khin segue a Jesus Cristo e é obrigado a conviver com a insatisfação de seus vizinhos, mas permanece firma no Evangelho.
Via: Gospel+
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!