16 de abril de 2012

Ativistas gays fazem abaixo-assinado para Avon não vender livros do pastor Silas Malafaia


Ativistas gays fazem abaixo-assinado para Avon não vender livros do pastor Silas Malafaia
Ativistas LGBTs criaram um abaixo-assinado para que a empresa de cosméticos Avon não comercialize em seu catálogo de produtos os livros do pastor homofóbico Silas Malafaia.

Velho inimigo da comunidade, Malafaia chegou a dizer que os LGBT quer criar uma “ditadura gay” no Brasil. A editora do pastor, que distribui vários títulos para todo o país, trouxe o livro “A estratégia: o plano dos homossexuais para transformar a sociedade’’, escrito pelo também pastor Louis Sheldon.

A obra, que denigre os homossexuais com argumentos infundados, é vendida pela Avon, o que provocou a revolta dos consumidores.
“É um disparate, portanto, que uma empresa que declara acreditar em ações transformadoras e lutar pela promoção da igualdade entre gêneros, disponha-se a comercializar livros do pastor Silas Malafaia”, diz o texto do abaixo-assinado.

De acordo com os criadores da petição, a campanha não é contra a marca, mas sim um apelo para que a empresa reveja o seu catálogo.
“O motivo é o fato de a empresa disponibilizar em seu catálogo mais de 400 títulos de livros de Silas Malafaia. (...) O livro escrito pelo pastor Louis Sheldon é uma proposta pseudo-científica contra a causa LGBT”. 


Em resposta, a Avon declarou que tem “como um de seus mais importantes pilares o respeito à diversidade, em todos os seus aspectos, e busca atender de forma ampla e democrática aos consumidores de mais de 100 países, oferecendo uma ampla variedade de cosméticos e outros produtos – entre eles os livros -, para atender à pluralidade de preferências, ideias e estilos de vida”.

A marca de cosméticos disse ainda que não cabe a ela questionar posicionamentos religiosos, políticos ou ideológicos dos autores de livros. “Mas estamos sempre atentos a opiniões e pontos de vista como os seus, que serão considerados por nossa equipe para aperfeiçoar nossa seleção”, declarou.

Enquanto isso, o pastor Silas Malafaia continua pedindo a ajuda de seus seguidores no Twitter para que mandem e-mail à AVon pedindo para que a marca não ceda à “pressão dos homossexuais”.

“Nova perseguição contra mim dos ativistas gays. Estão pressionando a Avon para não comprarem mais os meus livros, dizendo que sou homofóbico”, escreveu o pastor em sua página no microblog.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!