16 de abril de 2012

Ativistas gays fazem abaixo-assinado para Avon não vender livros do pastor Silas Malafaia


Ativistas gays fazem abaixo-assinado para Avon não vender livros do pastor Silas Malafaia
Ativistas LGBTs criaram um abaixo-assinado para que a empresa de cosméticos Avon não comercialize em seu catálogo de produtos os livros do pastor homofóbico Silas Malafaia.

Velho inimigo da comunidade, Malafaia chegou a dizer que os LGBT quer criar uma “ditadura gay” no Brasil. A editora do pastor, que distribui vários títulos para todo o país, trouxe o livro “A estratégia: o plano dos homossexuais para transformar a sociedade’’, escrito pelo também pastor Louis Sheldon.

A obra, que denigre os homossexuais com argumentos infundados, é vendida pela Avon, o que provocou a revolta dos consumidores.
“É um disparate, portanto, que uma empresa que declara acreditar em ações transformadoras e lutar pela promoção da igualdade entre gêneros, disponha-se a comercializar livros do pastor Silas Malafaia”, diz o texto do abaixo-assinado.

De acordo com os criadores da petição, a campanha não é contra a marca, mas sim um apelo para que a empresa reveja o seu catálogo.
“O motivo é o fato de a empresa disponibilizar em seu catálogo mais de 400 títulos de livros de Silas Malafaia. (...) O livro escrito pelo pastor Louis Sheldon é uma proposta pseudo-científica contra a causa LGBT”. 


Em resposta, a Avon declarou que tem “como um de seus mais importantes pilares o respeito à diversidade, em todos os seus aspectos, e busca atender de forma ampla e democrática aos consumidores de mais de 100 países, oferecendo uma ampla variedade de cosméticos e outros produtos – entre eles os livros -, para atender à pluralidade de preferências, ideias e estilos de vida”.

A marca de cosméticos disse ainda que não cabe a ela questionar posicionamentos religiosos, políticos ou ideológicos dos autores de livros. “Mas estamos sempre atentos a opiniões e pontos de vista como os seus, que serão considerados por nossa equipe para aperfeiçoar nossa seleção”, declarou.

Enquanto isso, o pastor Silas Malafaia continua pedindo a ajuda de seus seguidores no Twitter para que mandem e-mail à AVon pedindo para que a marca não ceda à “pressão dos homossexuais”.

“Nova perseguição contra mim dos ativistas gays. Estão pressionando a Avon para não comprarem mais os meus livros, dizendo que sou homofóbico”, escreveu o pastor em sua página no microblog.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

  1. "A obra, que denigre os homossexuais com argumentos infundados (...)" Quem escreveu este artigo? Quem é o autor?

    ResponderExcluir
  2. André... O artigo foi escrito na revista destinada ao publico GLBT "ACapa".. Pequei não colocando a fonte!

    ResponderExcluir
  3. Sou daqueles que acredita que Deus ama o pecador, não o pecado. Li, em algum lugar, que nossa batalha não é contra a carne, mas sim contra o Espírito. Não sei o que, exatamente, isso quer dizer, mas acho que nos orienta a não atacarmos outros seres humanos pelas escolhas que fazem. A questão do homossexualismo sempre foi muito complicada para os cristãos. Na verdade tudo que é ligado ao sexo. Eu, particularmente, acredito que 99% dos casos de homossexualismo são provenientes de algum tipo de trauma (fisíco, mental, psicológico, etc) que o(a) homossexual sofreu. Isso, atrelado à uma forte indução maligna, os arrasta/prende à essa vida. Assim sendo, o homossexual estaria "preso" ao jugo maligno do "homossexualismo". É como se não tivesse (ou enxergasse) escolha. Se estiver correta, minha percepção, devíamos ser (com eles) mansos e humildes de coração. Devíamos carregar o jugo dos mais fracos (se é que somos mais fortes). Essa "cruzada" iniciada pelo Semnosilas Malafaia, não tem propósitos evangelísticos. Parece tratar-se de algo pessoal. Ele passa a impressão de que os (as) homossexuais são o (próprio) demônio. Devemos deixar de lado essas questões "menores". Nosso objetivo é salvar o espírito. Não conseguiremos amar (como Cristo amou) os (as) homossexuais, se os elegermos como nossos inimigos. Qualquer transformação será operada por Cristo, no devido momento. Nosso trabalho é ajudar, a quem a Cristo se entregar, a carregar seu fardo e, quando cair, ajudá-los a levantar, até que, um dia, torne-se um "forte" e tenha mais resistência ao pecado. Alguns "líderes evangélicos" ficarão tristes, mas tenho a dizer que isso não compete ao homem, mas a Deus. O Semnosilas, há muito, perdeu o rumo do caminho de Cristo. Não façamos o mesmo. Que a paz esteja conosco.

    ResponderExcluir
  4. Com todo respeito, mas para aqueles que acreditam que Deus ama pecadores segue link http://www.pulpitocristao.com/2012/04/deus-odeia-pecadores-e-nao-somente-o-pecado/


    Luís

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!