27 de novembro de 2013

Criador da Bíblia Free Style diz que conhecer Israel é como conhecer a Disney e qualquer idiota com dinheiro pode viajar para as terras onde Jesus andou


Criador da Bíblia Free Style diz que conhecer Israel é como conhecer a Disney e qualquer idiota com dinheiro pode viajar para as terras onde Jesus andou

No episódio 29 do Vlogda Bíblia Free Style, o pastor Ariovaldo Carlos Júnior, pastor da Igreja Manifesto Missões Urbanas (Ministério Sal da Terra) e criador da Bíblia na Versão Free Style, está dando o que falar. No vídeo, Ariovaldo, conhecido por seu estilo alternativo, critica o que considera ser “uma nova moda” entre as igrejas evangélicas brasileiras: a peregrinação à Israel.
Para ele, cristãos ingênuos são manipulados a pagar passagens e viagens completas para seus pastores desfrutarem de um turismo religioso que ele compara à uma visita à Disney. Ariovaldo afirma que não existe mais terra santa e que a nação de Israel não representa o Israel Bíblico. Contundente, afirma ainda que qualquer idiota com dinheiro pode visitar as terras por onde Jesus andou, mas que o desafio é andar por onde Ele ainda não andou, ou seja, no coração de muitos homens.
Leia essa e outras declarações no texto completo abaixo ou assista o vídeo: Episódio 29 do Vlog da Bíblia Free Style
“… O tema dessa semana é essa moda que tem acometido muitas igrejas evangélicas que é de organizar viagens a Israel … Se já não bastasse que você fiel ingênuo estivesse pagando prá que muitas outras famílias pastorais fossem conhecer estas regiões bíblicas, ainda tem gente garimpando supostas bases bíblicas pra justifica a necessidade de todo cristão de conhecer os lugares onde Jesus andou. Até quando a Igreja conviverá com esses falsos ensinos?
O resgaste de preceitos do Antigo Testamento é convenientemente visto em igrejas cuja liderança quer defender coisas dos seus próprios interesses. Pare prá pensar comigo: em 2 mil anos de cristianismo, nós temos mais conhecimento a respeito da nação de Israel ou até mesmo de rituais judaicos do que a graça redentora em Cristo Jesus que é aquilo que nos salva. Há inclusive pastores citando passagens do Antigo Testamento, especialmente de Zacarias tentando justificar essa necessidade do cristão de peregrinar alguma vez da sua vida para adorar a Deus naquele lugar ali como se naquele lugar houvesse alguma coisa de sagrado. De cara a gente percebe que essas passagens estão fora de contexto e não se aplicam para as igrejas não judaicas. Que aliás deram origem a todas as igrejas as quais nós fazemos parte hoje. Estas peregrinações na verdade se tratam da festa dos tabernáculos que é uma estatuto permanente para o povo de Israel mas para os não judeus é algo totalmente desnecessário. A festa dos tabernáculos não consistia em ir a Israel e dormir numa barraquinha. Mas também consistia no sacrifício de animais e o sacrifício de Cristo Jesus extingue completamente todas estas práticas ritualísticas que são sombra daquilo que haveria de vir. Cristo é o cordeiro que tira o pecado do mundo. Ele é aquele que se sacrificou por nós para que nenhuma dessas práticas precisasse ser repetida, precisasse continuar tendo valor de mandamento para a vida do Cristão. Outro ponto que deve ser considerado é que essa nação chamada de Israel não é necessariamente o Israel bíblico que nós lemos em toda a Escritura. Esta nação não é governada por Deus ou pelos valores das Escrituras. E se você parar pra analisar um pouquinho vai perceber que a briga com os palestinos a respeito da divisão de terras é muito injusta em vários aspectos. Jesus deixou muito claro que nós somos peregrinos nesta terra e que na verdade não há nenhuma terra física que pode ser chamada de santa. A antiga terra de Canaã prometida à Abrãao e conquistada pelos israelitas quando vieram do Egito já era, meu irmão! Toda a expectativa do povo  judeus que o Messias viria pra fazer com que aquela terra, aquele reino voltasse a ser glorioso, voltasse a governar não apenas de maneira soberana sobre seu próprio território mas também liderasse todas as nações do mundo, tudo isso foi frustrado por Jesus!
Jesus não teve compromisso algum com essa terra fisicamente falando.
A verdade é que viajar para Israel não possui absolutamente nada de espiritual e muito menos de coerência bíblica. É claro que não deixa de ser uma excelente opção de turismo religioso. Até eu gostaria de algum dia dar uma passada por lá. Deve ser bem legal ver com seus próprios olhos aqueles lugares que você leu a sua vida toda nas escrituras, mas espiritualmente falando conhecer a terra santa tem o mesmo valor de conhecer a Disney. Qualquer idiota com muito dinheiro pode ir lá e andar por onde Jesus andou. Mas apenas um Cristão verdadeiro entende que nós fomos chamados para andarmos em lugares onde Jesus não andou
Faça turismo, divirta-se mas não se esqueça de que a nossa terra prometida que deve ser constantemente visitada, é o coração das pessoas que não conhecem a mensagem redentora do Evangelho de Jesus Cristo.
"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Tenho muita pena, muita mesmo, que o meu querido amigo Ariovaldo tenha dito uma série tão grande de disparates! Nem parece dele... mas, enfim, nem todos têm entendimento bíblico suficiente para acreditar nas promessas indiscutíveis do Deus de Abraão, Isaque e Jacob! E, felizmente que Ele não precisa da concordância do Ariovaldo para realizar os Seus planos naquela terra que Ele prometeu a um só povo!

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!