9 de maio de 2013

Dinheiro como Dívida e a Teologia da Prosperidade


Olá!

Gostaria que você assistisse o vídeo abaixo. É um pouco longo, mas explica de maneira detalhada como aconteceu a formação do atual modelo econômico mundial.




Assistiu?
Talvez sua reação tenha sido parecida com a minha. A sensação de ter sido enganado. A sensação de ser marionete de um sistema insustentável e injusto.

Pois bem, agora pense na Teologia da Prosperidade e em todos aqueles tele-pastores pedindo e o seu dinheiro. Dizendo que Deus lhe dará mais dinheiro ainda. Soou parecido?

Na verdade, a Teologia da Prosperidade é apenas uma das ferramentas deste sistema escravizador. Querem fazer com que você se torne cada dia mais escravo do dinheiro. Querem fazer com que o seu valor seja medido pela contribuição que você dá ao sistema monetário.

As palavras de Jesus nunca fizeram tanto sentido para mim:
"Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro. " - Mateus 6:24

Aliás, a continuação deste texto, à luz da revelação do nosso sistema econômico, soa como um manifesto de Jesus contra essa escravização do "ter". Continue lendo o restante do capítulo 6 de Mateus.

A grande questão a se responder, aliás, a se resgatar, é: Como temos nos posicionado, enquanto Igreja, ao sistema do presente século?

Minha oração é para que, a cada dia, sejamos libertos dessa roda maldita.
Que encontremos novas e justas maneiras de mantermos a economia.
Que encontremos formas de fazer com que o dinheiro (valor) vá para quem de direito: àqueles que produzem. Mas não os grandes produtores, donos do monopólio, e sim ao povo, que trabalha e produz.
Que sejamos uma igreja que denuncia o sistema, ao invés de nos aliciarmos a ele.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!