17 de outubro de 2012

Guaraná Versus Dízimo



Guaraná - “Seu nome científico é  “Paullina Cupana”. O guaraná pertence à família das sapindáceas. Sinônimos: naranazeiro e uaraná.
Características - Arbusto sarmentoso, que atinge 12 metros de altura, prendendo-se às árvores vizinhas. Suas folhas são alternas e imparipenadas, contendo cinco folíolos oval-lanceolados. Não possui gavinhas nos ramos. Flores em cachos axilares, providas de um apêndice em forma de capuz. Fruto cápsula piriforme, vermelho escuro, de 35 milímetros, trilocular, contendo cada lóculo uma semente ovóide. Existe outra variedade de guaraná – o Cupana sorbilis. Tem numerosas gavinhas e frutos quase esféricos, de 15 a 18 milímetros
A partir daí o autor desta informação dá a indicação, sobre o “sarmentoso” arbusto brasileiro, para cada tipo de moléstia à qual se destina, como fonte de cura,
Ao ler palavras tão complicadas, lembrei-me do palavreado dúbio do Catecismo Católico e dos novos “teólogos” da Fé/Prosperidade. Estes últimos criam expressões como “Tá amarrado”, “Deus é Tremendo”, e outras, a fim de impressionar os semi-analfabetos bíblicos.  Em vez de ler, pesquisar e ensinar a Palavra de Deus, esses pastores, ávidos de lucros fáceis (aos quais dei o título de “lucrófilos”), vão enganando os tolos, enchendo os bancos de suas igrejas de crentes, inutilmente esperançosos e de cifrões as suas contas bancárias. É comum encontrarmos um jovem magricela, semi-analfabeto e mal vestido, tentando se mostrar importante, dentro de uma igrejinha de bairro, com uma freqüência de dez membros. Daí a poucos anos, essa igrejinha já possui um prédio de dois andares, o tal pastor engordou vários quilos, usando agora ternos confeccionados sob medida, morando em casa bonita, dirigindo carro do ano... tudo isso à custa dos dízimos “extraídos” dos coitados que lhe enchem a igreja, pensando que um dia irão para o céu, se entregarem o dízimo aos pastores “lucrófilos”.
Uma coisa é certa. Igreja nenhuma – católica ou evangélica – leva qualquer pessoa ao céu. Quem leva ao céu é Jesus Cristo, a única porta de entrada para a eternidade (ler João 10:7-10; 14:6). O dízimo tão exigido, mediante a leitura de versos escolhidos no Velho Testamento, jamais vai levar ao céu. O próprio Jesus ensinou que A Lei e os profetas duraram até João”  (Lucas 16:16-ACF). Ninguém precisa guardar o sábado (como os sabatistas),  nem dar dinheiro ao pastor. Quem quiser e puder entregar o dízimo, tudo bem. Que o faça, mas nunca por obrigação e por medo  dos castigos divinos propalados por esses “lucrófilos” incorrigíveis. Quem tem um bom salário deve entregar o dízimo, em vez de ir gastar nas lojas da cidade, com roupas da “Feirinha”, ou com uma porção de coisas desnecessárias, nas lojas de R$1,99. Quando um trabalhador tira o dinheiro do leite do filho para dar a um desses pastores “lucrófilos”, está achando que Deus é mercenário e isso não vai levá-lo ao céu, nem lhe trazer bênção alguma. Na 1 Timóteo 5:8 (ACF),  lemos“Mas se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos  de sua família, negou a fé e é pior do que o infiel”. Primeiro devemos pensar em nossa família, depois na família do pastor.
Duvido que algum “lucrófilo” tenha coragem de ler um verso como este em sua igreja. Ele morre de medo de ler o Novo Testamento!  Certa vez, ouvi um deles prometendo aos visitantes desempregados o seguinte: “se alguém colocar R$10,00 nesta sacolinha, vai arranjar emprego bom, já na próxima semana”! E sabem o que esse “lucrófilo” teve a coragem de ler, a fim de confirmar biblicamente essa descabida promessa? A 2 Coríntios 2:12-ARA, que diz: “Ora, quando cheguei a Trôade para pregar o evangelho, uma porta se me abriu no Senhor”. Só que ele usou apenas a parte “b”, isto é uma porta se me abriu no Senhor”.Claro que os pobres coitados, que nem sabem abrir direito uma Bíblia, ficaram convencidos de que aqueles R$10 iriam “abrir-lhe uma porta no Senhor” para conseguir-lhes um trabalho. E quando viu que a maioria não dispunha de R$10, o “lucrófilo” foi baixando o preço do “trabalho” prometido e, no final, estava  aceitando até R$1,00. E quando nem sequer conseguia R$1,00, ele chamou os desempregados, ungiu a mão de cada um e prometeu que logo iriam conseguir um trabalho “só que não tão bom quanto aqueles que haviam dado dinheiro”. (Será que Deus faz acepção de pessoas? A resposta está em Efésios 6:9. Logo em seguida, ele acrescentou, achando que isso era bíblico demais, nada menos que a parte “a” de Gálatas 6:7, que nada tem a ver com dinheiro, mas com as ações morais do homem.
Minha gente, não seja tola! Procure uma igreja realmente bíblica, onde o pastor não fique exigindo dinheiro. Entregue-se a Jesus Cristo, recebendo-O como Salvador e Senhor de sua vida, arrependendo-se dos seus pecados e confessando o Nome de Jesus diante dos homens (Romanos 10:9-10). A partir desse momento, sua alma estará salva para toda a eternidade. Fale com Deus, em oração, crendo que Jesus pode prover tudo que é necessário para a sua felicidade, mas não tente comprar a boa vontade Dele, porque isso O ofende sobremaneira. Creia no poder de Jesus e não no poder do dinheiro que o pastor lhe exigir, porque, realmente,  “sem fé é impossível agradar a Deus”, conforme Hebreus 11:6. Contudo, a fé não inclui troca, pois Jesus não é dono de uma “Casa de Câmbio”. Ele é o Senhor absoluto de toda a prata e de todo o ouro do universo, e dá a quem Ele deseja dar, porém jamais por força nem por violência.
Não sei o que Deus mais abomina: se os padres com a sua mariolatria ou os líderes pentecas com a sua ambição de lucro fácil.

Mary Schultze- atualizado em 16/10/2012.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Paz. Viste que o TJ suspendeu a venda das ruas para a lagoinha?

    Cristao Peregrino

    ResponderExcluir
  2. 'Quem quiser e puder entregar o dízimo,um valor maior tudo bem (conforme o seu coração desejar, sem que isso possa interferir nos seus compromissos, pois não devemos dever nada a ninguém, a não ser o amor). Que o faça, mas nunca por obrigação e por medo dos castigos divinos propalados por esses “lucrófilos” incorrigíveis.
    Aqueles que tem um bom um bom salário contribua de forma amorosa, ofertando o dízimo ou 4 vezes isso, ou até mais por amor a obra do Senhor.

    Luís

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!