11 de julho de 2012

A maldita "demoniolatria"


Que os demônios são responsáveis, juntamente com seu líder satã, por boa parte do que se faz de mal nesse planeta e nesse universo, isso não é nenhuma novidade. Jesus mesmo disse sobre Lúcifer que é "homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele". (João 8:44). Mas hoje em dia ele usa uma arma bem mortal contra os cristãos: O de supervalorizar a própria imagem.

E você se pergunta "como assim, o que você quer dizer com isso?" Ora, basta ver o fenômeno que o neopentecostalismo principalmente gerou. Vamos mostrar nesse post diversos exemplos da supervalorização do diabo na Igreja.

Nos anos 80 (e até hoje) existem no Brasil os chamados caçadores subliminares. São pessoas que pegaram a mania de alguns pastores dos EUA e da Inglaterra que já faziam isso desde os anos 70 aproximadamente. Eles começaram sua jornada em pesquisar as "mensagens subliminares" na música pra começar, gastando diversas agulhas e discos de vinil para provar por A mais B que a Xuxa, o Roberto Carlos e até o grupo cristão Rebanhão inseriam mensagens ocultas em louvor a satã ou incentivando vidas desregradas, práticas pagãs e até mesmo criminosas. Até livros foram escritos sobre isso, denunciando tais mensagens como "instrumentos da Nova Era" para desvirtuar as pessoas e as encobrir no engano.

Dos anos 90 pra cá isso não mudou muito. Já vi muitas "pseudo-mensagens" desse gênero serem "descobertas" em músicas de Raul Seixas, Led Zeppelin, Engenheiros do Hawaii, Claudinho e Buchecha, até artistas cristãos como Marcelo Aguiar, Aline Barros, Oficina G3 e Brother Simion seriam "vítimas" agora de outra coisa: de manipulações feitas em estúdios musicais de pessoas não-cristãs (OBS: os quatro artistas cristãos citados não costumavam trabalhar com ímpios na gravação de seus álbuns). Valendo-se de pesquisas tolas, procuraram em vários meios de mídia, como desenhos animados, programas de TV, filmes, pinturas, tudo para comprovar que o diabo estava "com a corda toda" na mídia enganando os inconscientes das pessoas. Entretanto, usando uma frase dos pesquisadores e psicólogos Birgit Mayer e Harald Merckelbach, "O inconsciente como um depósito de complexas decisões, desejos, preferências etc., é, sem dúvida, o principal alicerce [para a crença nas 'mensagens subliminares']. No entanto, esse inconsciente 'esperto', contido na visão popular da psicologia, tem sido rejeitado pelas modernas pesquisas cognitivas" (conferir Unconscious Processes, Subliminal Stimulation, and Anxiety; Birgit Mayer e Harald Merckelbach; Maastricht University; Clinical Psychology Review, Vol. 19, No. 5, pp. 571–590, 1999.).

Em outras palavras, as mensagens subliminares até existem, mas não afetam tão facilmente o cérebro de ninguém, diferente do que a crendice popular tanto propagou. Verdade que muitas mensagens subliminares são bem perigosas (vide o caso do desenho da Disney Madagascar, quando um dos personagens reclama da falta de uma "balinha" numa festa rave pra animar - fica clara a citação sobre o ecstasy), mas não é algo que é regra, é exceção somente.

Outro caso comum são os dos pastores do exorcismo exarcebado. São um grupo de pessoas que atribuem TUDO que é mal do universo ao diabo e seus anjos. TUDO MESMO! E eu usei o termo "pastores", mas é algo inerente a muitos crentes - eu mesmo pensei assim no início de minha vida cristã. Quando algo dá errado na sua vida, é "o diabo", quando vem algo pra sua vida que você não gostaria "isso vem do diabo". E até mesmo quando sofremos apenas a consequência de nossos erros, logo o diabo fica com a culpa no cartório. E aí lá vem "culto de libertação", onde os demônios "se manifestam" quase todo instante, a turma faz o exorcismo, leva rosa ungida e até as "águas do dilúvio" pra casa pra ver se expulsam o mal, mas não adianta (afinal, sem arrependimento, nada muda). E na semana seguinte lá está o carinha de novo.

Lembro de uma matéria da revista Época (Edição 258 - 28/04/03) chamada "O exorcismo é a atração da noite", dos repórteres Alexandre Mansur e Luciana Vicária, em que expõem o circo exorcista da Universal, também praticado em algumas outras denominações, como Deus é Amor e Internacional da Graça, contando inclusive a triste história de um ser alienado chamado Eduardo Oliveira, que quase toda semana, na Catedral da Fé, está lá, "cheio de demônios" e "manifestado". E ainda diz "Não tenho culpa, sou mais sensível que os outros e me entrego com mais facilidade... Já experimentei outras igrejas, mas, em matéria de libertação, não existe melhor que a Universal: a reza é forte e específica" (tão forte e específica que toda semana você AINDA está com demônios? Cadê a "libertação" que você diz ser mais forte nela?). E as coisas pioram a cada vez que as coisas se sofisticam. Começou uma sequência de práticas como "quebra de maldição", "cura interior", "psico-regressão espiritual", "limpeza interior", remoção das "maldições hereditárias". Até "unção de Manassés" já inventaram, pra fazer as pessoas esquecerem das decepções amorosas (não, isso não é piada - vide link). Ninguém mais é culpado de nada. Pobre diabo, tem horas que tenho pena de você, leva culpa até do que nunca fez na vida.

Por fim, tem os conspiradores universais. São um grupo bizarro, que até blogs (muitos blogs, alias) eles têm, vídeos no Youtube, o diabo a quatro - me perdoem o trocadilho, não resisti. Não só enxergam o demônio em todos os lugares, como viajam em teorias sem nenhuma noção, como a de que "o mundo é dominado pelos Iluminati", que "os pastores que viraram ladrões são todos da Maçonaria", que a Bíblia e até o nome de Jesus está mal traduzido por influência do diabo (dá pra dar crédito a uma loucura dessas) e até o pior de todas, a que eu vi hoje, a que o Deus do Antigo Testamento na verdade seria O DIABO (sim, pois é...), pois o Verdadeiro Deus é amor e é Jesus (se você é facilmente manipulável por textos fora de contexto, não aconselho clicar nesse link). Aberrante! Perdidos nessas crendices, vários cristãos ficam caçando o diabo em qualquer coisa que surge nesse universo. Distanciam-se da cruz de Cristo e vivem desconfiados de tudo e todos, achando que qualquer coisa desse planeta pode estar infectada com o mal. Até a cor da Bíblia pode ser do mal pra pessoas assim.

Pensemos: tudo isso não é uma alucinação coletiva? É claro que apagar o diabo e os demônios do universo espiritual é um erro tremendo, mas supervalorizá-lo é tão destrutivo quanto. Abençoada frase do C.S. Lewis me vem à memória: "Há dois erros idênticos e opostos nos quais nossa espécie pode cair acerca dos demônios. Um é não acreditar em sua existência. O outro é acreditar e nutrir um interesse excessivo e doentio neles. Os próprios diabos ficam igualmente satisfeitos com ambos os erros e saúdam o materialista ou o mágico com o mesmo deleite." Que todos nós como igreja aprendamos a NUNCA cair em nenhum dos dois extremos. E que Deus nos ilumine de verdade.




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!