9 de julho de 2012

A tristeza da igreja atual


Há algumas semanas atrás visitei a igreja (Quadrangular) na qual me converti de verdade e por ali fiquei como membro por mais de 15 anos. E para minha tristeza no “altar” tinha vários envelopes e na mesa alguns valores: R$ 20,00 – R$ 50,00 – R$ 100,00 e R$ 200,00.

Não fui ali para isso, mas não consegui me calar e consentir com a venda de benções e vitórias. Constatar que a igreja está a caminhos largos para a apostasia não é fácil. Dor ainda maior é quando isso chega a igreja na qual você nasceu.

Difícil ver que existem poucas igrejas que ainda não se contaminou com esse câncer que tem infiltrado na igreja de Cristo e corrompido lideres que outrora podíamos chamar de igreja de Cristo.

Tenho certeza, que essas igrejas não têm mais nada de “Cristo”! São igrejas de homens, com doutrinas de homens, ensinamentos de homens. Ali o culto tem como centro a prosperidade e as riquezas desse mundo.

Cristo e sua soberania vira moeda de troca nas palavras de lideres corruptos e corrompidos pelo bem estar de sua família. Negociam a palavra de Deus em troca de carros zero, roupas de marcas para filhos e esposa, escola particular e por ai vai.

Enquanto isso, os analfabetos bíblicos se deixam levar por promessas de riqueza, e depositam no altar o que tem de melhor, deixando muitas vezes  contas sem pagar e deixando de abastecer a casa  com alimentos.

Fico pensando se a consciência desses pastores que pregam a “Teologia da Prosperidade” não pesa quando estão sós em seus travesseiros. Afinal, escravizam um povo humilde e incapaz de pensar por si mesmo.

Oro para que Deus use uma “geração de inconformados” para abrir os olhos desse povo cego que se deixam ser guiados por outros cegos.

Essa fica sendo minha oração diante da situação atual da igreja evangélica.

Desabafou: Wagner Lemos

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Também fui convertido ao cristianismo na Igreja do Evangelho Quadrangular, e fui membro durante 14 anos. Até que fui ignorado (literalmente pararam de falar comigo) quando perguntei sobre coisas que antes a denominação ensinava contra, e diziam ser errado.   Exemplo a "doutrina da prosperidade" e outras coisas como os "amuletos" ungidos que aprendi na própria igreja como sendo algo fora da palavra do Senhor.

    Tentaram me assustar com a velha história do não toques no ungido. "Confesso que no começo eles realmente conseguirão rsrsrs".

    Até que parei e pensei — Será que Deus esta mais interessado em preservar os "ungidos" em vez de zelar por sua PALAVRA?

    Então a partir deste pensamento comecei a estudar a bíblia pensando e racionando como se nunca a tivesse lido antes, foi então que percebi que havia algo muito errado com a maioria das igrejas.

    A começar pelo primeiro versículo que aprendi na Quadrangular.

    "Hebreus 13:8 Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre."

    Se Jesus é o mesmo, porque então a igreja já não é a mesma.

    Resumindo, não tive escolha a não ser comunicar ao pastor minha saída. (Que todos pareciam aguardar ansiosamente).

    Hoje congrego em outra denominação, mas sempre que me lembro daquela igreja que um dia caminhou sobre a Verdade, e hoje encontrasse desfigurada, fico triste a ponto de chorar.

    Se Aimee Semple McPherson estivesse viva, será que ela concordaria com o que se passa atualmente na Quadrangular?

    ResponderExcluir
  2. Não acho que o pedir um valor especifico seja necessariamente pecado.
    Muito mais, acho que mesmo que o fosse, não significaria que a igreja "não tem mais nada de Jesus". A igreja tem muitas doutrinas fundamentais que são dignas de serem apregoadas.

    Acho sim, que o povo deve ser mais valorizado, inclusive os pobres, e deve se evitar o escândalo. Mas jogar uma igreja fora por algo disso como se "não tivesse mais nada de Jesus"... Acho um tremendo exagero.

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!