15 de junho de 2015

A cruz está vazia: Ele ressuscitou! Essa é a essência do verdadeiro cristianismo

Cruz-vaziaQuando me tornei evangélico, deixei para trás o catolicismo. Uma das primeiras coisas que aprendi na igreja pentecostal que frequentava é que, para os evangélicos, a cruz está vazia, pois Jesus ressuscitou. Diferente dos católicos, não adoramos nem servimos a um Cristo crucificado, mas sim ao Cristo ressurreto, que voltou para a glória do Pai, e que só será visto novamente voltando em glória para buscar os lavados e remidos por Seu sangue.
Estou descrevendo esse fato em reflexão a toda controvérsia gerada em torno do ato de protesto ocorrido na parada gay de São Paulo no domingo passado. De forma assustadora, mais uma vez os evangélicos demonstraram revolta e constrangimento pelo ato de uma transexual desfilar crucificada, criticando um dos principais símbolos cristãos.
Porém, não entendo o porquê de tanta revolta, pois para os verdadeiros cristãos a cruz só tem sentido porque Ele ressuscitou ao terceiro dia. Por mais que alguém queira protagonizar críticas, desrespeitos ou até mesmo chacotas para com a cruz, para os verdadeiros cristãos a cruz de Cristo se reflete em nós a cada dia.
Em Atos 4.12, Pedro exclama em alta voz que não há nos céus, nem na terra, nem sobre a terra, outro nome pelo qual importa que sejamos salvos.
O reflexo da parada gay deve ser também analisado por outro evento que ocorreu na quinta-feira, dia 4/6, que foi a Marcha para Jesus, onde evangélicos, também usando de revolta, de ira, de violência contra os movimentos LGTB. Sem contar as inúmeras declarações de alguns líderes evangélicos incitando essa verdadeira guerra.
Há erros dos dois lados, mas vejo que as principais lideranças que incitam essa intolerância toda agem em inconformidade com a Palavra de Deus, pois a Bíblia nos orienta que nossa maior arma para com o mundo é o amor e o perdão. Assim nos ensinou Jesus, não só em palavras mas também em atos.
O cristianismo se fundamenta em amor. Lamentavelmente, Silas Malafaia, Marco Feliciano e sua turma agem com o intuito de autopromoção e de promover suas ideologias, tanto políticas como religiosas. A prova disso é que Silas enriquece cada dia mais com seus conchavos políticos, elegendo familiares e interessados nas últimas eleições. E Marco Feliciano ganhou notoriedade nacional, sendo também reeleito.
2015-06-07t192043z_15110779Os homossexuais não são o principal problema da nação brasileira. Nossos maiores problemas vêm da corrupção, da hipocrisia, da impunidade, da mentira. Lamentavelmente, a grande massa é confundida por esses líderes, que se utilizam de verbas públicas e da grande mídia para ludibriar e trazer engano. Para isso, usam o apoio da bancada evangélica, que eu chamo de bancada da vergonha, pois nada faz em prol da coletividade. Há muito tempo, nada faz de importante dentro do cenário político-social brasileiro.
Gostaria de perguntar ao Sr. Magno Malta por que no dia em que o escândalo da Petrobras foi jogado na mídia a bancada evangélica não orou ou esbravejou no Congresso Nacional? Por que o sr. não expôs fotos da miséria, da fome, da falta de saúde, segurança, das injustiças e de todo o mal produzido pela corrupção no nosso país?
Com certeza, isso não será respondido. Mas eu respondo porque a bancada evangélica nada faz contra a corrupção. É porque cada político que ali está responde aos seus próprios interesses e aos interesses de suas instituições eclesiásticas, que vivem, cada qual, segundo suas próprias vontades, não se importando com nada mais.
Como que a bancada evangélica vai se voltar contra os corruptos e seus partidos, se muitos estão lá para conseguir verbas públicas para eventos e atos de suas instituições, sem contar que muitos, em seus mandatos, só querem concessões de rádio ou tv para que seus líderes venham a brilhar dentro do cenário religioso nacional?
Mas o que isso tem a ver com o ato na parada gay?
Lamentavelmente, essa guerra de ódio promovida por Silas Malafaia e Marco Feliciano explora o cenário religioso e político, pois são elementos essenciais para a exploração midiática.
Será que Silas nunca leu o texto de Atos, quando Pedro chega à conclusão de que Deus não faz acepção de pessoas? Creio que não, pois lamentavelmente em nosso país as principais lideranças evangélicas não alcançaram o sucesso pelo seu conhecimento bíblico.
O que dizer das pregações de Macedo, de Valdemiro e do próprio Feliciano? Dá vergonha, se olharmos pela perspectiva bíblica dentro de uma lógica hermenêutica e exegética.
Infelizmente, não vejo essa guerrinha com bons olhos, porque o ato da parada gay representa que o movimento LGTB também entrou na guerra, e onde há intolerância, ódio, não pode haver bons frutos.
É preciso que os verdadeiros cristãos, aqueles e aquelas que têm suas vidas guiadas pelo Espírito Santo de Deus, vivam a verdadeira essência do cristianismo, que é amar a Deus acima de todas as demais coisas e amar ao nosso próximo como a nós mesmos, e isso parte do princípio de que tenhamos a capacidade, em Cristo Jesus, para amar também aos nossos inimigos, sejam eles gays ou héteros.
Cristianismo não pode ser fundamentado em intolerância, vingança ou ódio, pois está fundamentado em santificação, misericórdia, piedade, justiça, paz e amor.
Que a Igreja deixe de ouvir e ser guiada por esses lobos gananciosos, que vivem do sangue das ovelhas, se deixando guiar pelo verdadeiro Pastor, o Pastor que teve, como ato de amor, a capacidade de morrer pelas ovelhas.
É triste o cenário, mas que possamos olhar para a cruz vazia e nos lembrar que nosso Redentor vive e reina para todos o sempre, e que para aqueles que intentarem desafiar o Seu nome, o texto bíblico declara que todo o joelho se dobrará e toda a língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor.
Quem tem ouvidos, ouça…
A Deus toda a glória.
tome
Paulo Siqueira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!