2 de março de 2012

Buraco Negro


        Na 1 João 2:15-17, lemos: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre”.
         Deus ensina que qualquer coisa do mundo atrapalha o nosso processo de santificação.  “Tudo que não é de fé é pecado” e as coisas do mundo produzem a concupiscência  da carne e a soberba da vida. No capítulo 6, versos 16-19 de Provérbios, lemos: “Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos”. Temos aqui a concupiscência da língua.
            Todo filho de Deus deve entender, perfeitamente, a significação da frase “concupiscência da carne”, que é um apetite pela fornicação, um pecado contra o próprio corpo, sobre o qual Paulo nos admoesta, conforme a 1 Coríntios 6:13-19: “.... Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o SENHOR, e o SENHOR para o corpo. Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder. Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”
            Outro pecado que destroi o corpo é o pecado da gula.
         Muitos cristãos deixam de entender  a diferença entre a concupiscência da carne e a concupiscência dos olhos. Sobre esta, lemos em Provérbios 6:24-26: “Para te guardarem da mulher vil, e das lisonjas da estranha. Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te prendas aos seus olhos. Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa”.
            Os cílios femininos são usados para conquistar a atenção dos homens. Até as mulheres muçulmanas, que se cobrem da cabeça aos pés, usam os olhos, para atrair a atenção, do mesmo modo como as mulheres do ocidente (inclusive algumas damas pastorais) usam decotes escandalosos e saias curtas, tentando captar a atenção masculina.
      A concupiscência da carne e dos olhos funciona como algo que não nos pertence, mas desejamos conseguir. É o pecado do qual Deus fala em Êxodo 20:17: “Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo”.
      Quem não tenta viver os ensinos da Palavra de Deus, neste mundo perverso, sempre cai em contradições, conforme as palavras de Paulo, na 1 Coríntios 6:10: Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.”
        Vivemos em tempos trabalhosos... Mas, com uma sistemática  leitura da Palavra Santa e com o fortalecimento que dela recebemos pelo Espírito de Deus, podemos vencer a concupiscência da carne e dos olhos. Em Mateus 5:27-28, Jesus diz:“Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela”.
         Quando um homem se deleita em observar uma mulher quase nua, já adulterou com ela. Muitos apanham este verso e torcem o significado do mesmo, dizendo que não existe mal algum em olhar as mulheres quase nuas na TV e nas ruas da cidade. Só que eles nunca olham uma vez apenas, mas ficam sempre se voltando para ver, novamente, as cenas de nudez feminina. O verso 29 é taxativo:“Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno”.
         Quem se habilita? É muito cômodo espiritualizar a Palavra de Deus, quando desejamos fugir da condenação divina.
         A única maneira de fugir do pecado é evitar a concupiscência da carne e dos olhos. Estão me achando radical? Este é o tema do sermão de um pastor americano jovem e belo, mas de vida irrepreensível. O desejo de olhar coisas proibidas gratifica o ego, mas destroi a nossa paz interior. Quando olhamos, por acaso,  uma gravura indecente, logo vem o desejo de olhar outra vez, pois o Diabo e a carne se juntam no sentido de conduzir-nos ao pecado.  
         Em Tito 2:11,14, lemos: “Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, o qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.”
        Através da leitura da Bíblia e da oração constante, podemos vencer as tentações que nos levam ao pecado. Em Efésios 1:3-6, lemos: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado”.
            Nunca deveríamos desprezar a vocação celestial que Paulo nos mostra nos versos acima. A maneira mais fácil de cair noburaco negro da desgraça eterna é abandonar a fé e a esperança, que a Palavra Santa nos traz, quando a amamos e dela não nos apartamos.

“The Lust of the Eyes” - Pr. Steven L. Anderson
Mary Schultze, 02/03/2012 - www.marybiblia.com
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. cara vc escreve muito,um dom celeste..parabéns,texto edificante!

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!