3 de agosto de 2012

Com um foco místico, pai-póstolo chama seguidores para momento de vigília e oração, apostando numa unção sobrenatural. Entendeu?


.
Por Mikaella Campos

Material disponível no blog do patriarca Renê Terra Nova diz que o dia 12/12/2012 marcará o ato profético onde o Brasil e todas as nações da Terra serão restauradas. O que vai acontecer nesse dia, irmãos? É o que queremos saber. A única pista que o pai-apóstolo dá é sobre a macumbaria gospel que será feita nos dias anteriores a esse momento mais que especial e sobre o processo mágico que dominará o mundo nessa data. A meta é conquistar 1 milhão de vidas.
 
Segundo Terra Nova, 2012 é o ano apostólico, o ano do seu milagre. É difícil até escrever sobre isso, porque me faltam palavras para argumentar sobre algo tão sem noção.

Renê Terra Nova se sente uma importante peça para a pregação do evangelho. Ele cria dogmas, como a Santa Convocação. Em outro texto, o “apóstolo” fala que tem atuado para a implementação do Reino de Deus na Terra. Quem será esse homem que recebeu de Deus essa missão, gente? Será ele uma espécie de Messias?

Ando pesquisando muito sobre o significado de toda essa liturgia do Ministério Internacional da Restauração no Modelo dos 12 (MIR 12). No entanto, com toda sinceridade, é complicado encontrar embasamento bíblico para qualquer questão doutrinária imposta pela seita. O movimento surgiu do G-12, mas conseguiu piorar o que já era problemático.

No comunicado (anexado abaixo), o pastor convida a nação cristã para um ato profético, que beira atitudes patéticas. O que chama atenção é a combinação da data. Soa-me como algo cabalístico, focado na numerologia. É uma mistura de magia, com rituais judaizantes e com a obsessão pelo número 12.

De acordo com o texto, tudo vai começar com uma vigília, no dia 7 de setembro, para remissão das vergonhas do Brasil e para a restituição do país com a manifestação do Milagre (sic). Qual seria esse Milagre (sic)? No dia 15 de novembro, haverá outro ato profético para a “Conquista do nosso inóspito território”.

Aniversário de 51 anos do Renê – Isto seria um presente?
No dia mais importante, os seguidores terão que fazer jejum de 12 horas e ao mesmo tempo vão orar pela “quebra da hegemonia de principados e potestades”. Instaurando uma espécie de dogma, assim como várias religiões pseudas-cristãs, ele chama o movimento de Santo Jejum e ele será capaz de expelir todas as “castas” que atormentam o povo da cidade. Renê, no texto, ainda afirma que só estará concentrado em que se envolver no principio da honra e na obediência da Santa Convocação.

Ele afirma que nesse dia haverá o anúncio de um tempo novo e a proclamação da vitória por meio do shofar, um instrumento antigo utilizado pelo povo de Israel. Ele pede que ao toque do shofar as pessoas marchem em direção da conquista sobrenatural. Segundo ele, o instrumento é tocado por anjos, na visão apocalíptica.

Renê também fala que nesse dia será decretado feriado para que ocorra o maior “Avivamento da História” (sic).

“Deixamos claro que a geração dos nossos avós, pais e ascendência próxima não viveram um 12.12.12 e, lamentavelmente, os nossos descendentes até a quarta geração e outras gerações não vão viver outro 12.12.12. Isso significa que somos extremamente privilegiados por estarmos vivendo um ato profético tão poderoso e, ao mesmo tempo, um mover histórico na história da Igreja de Jesus, especialmente honrando a Visão Celular no Modelo dos 12 que foi um legado dado pelo Eterno nas nossas vidas”, disse Renê.

Irmãos, afirmo à luz da Bíblia, que o milagre já aconteceu. Nem outro milagre em relação à Igreja vai acontecer. O verdadeiro milagre é a possibilidade de salvação do homem trazida por Jesus, quando ele deixou seu trono no céu, para assumir a forma de homem e morreu numa cruz pelos pecados de toda a humanidade, e ressuscitou no terceiro dia, vencendo a morte. E temos que deixar claro que nenhuma outra profecia se cumprirá a não ser a deixada por Deus, através das Escrituras. E a maior delas é a volta do Rei dos reis. Esse, depois da primeira vinda de Cristo, será o maior marco histórico.

“Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo” 1 João 4.1.

Nenhum pastor, apóstolo, profeta têm o poder para restaurar a humanidade, nem para expandir o Reino de Deus na Terra. Ninguém tem poder para estabelecer metas de quantas vidas poderão ser salvas ou não. Essa ação cabe ao Espírito Santo. É ele quem define quantas vidas serão tocadas pelo seu mover.

Mas uma coisa que não posso deixar de concordar com ele: vai demorar muito mesmo para que um novo 12/12/12 ocorra. Assim, como vai demorar para outro 9/9/9 ocorra, 10/10/10 e 11/11/11…

Aniversário com direito a um bolo recheado de heresias

Aniversário de 51 anos do Renê
Em junho, no seu aniversário de 51 anos, uma celebração estranha, Renê parece ter sido coroada pelos seus ungidos. Ele ganhou um manto de rei e uma coroa. Nas fotos em seu blog, também chama atenção um rapaz que entrou na igreja com um bezerro (meio tonto, parece), relembrando uma espécie de sacrifício. Espero que não tenham matado o bichinho. Numa outra cena, há um homem com um cajado.

Ainda no blog, seguidores o homenageiam, dizendo que Renê é um “profeta ousado para as nações… Um pastor amado por suas milhares de ovelhas… Um líder de multidões… Um General vencedor do Exército de Deus… Seguido por milhares… Influenciador de Gerações… Adorador de Deus por Excelência… Amante de Sião…” (sic).

Nossa opinião
As heresias de Renê Terra Nova não são novas. Muitos falsos profetas surgiram no mundo e até a Segunda Vinda de Cristo, muitos outros vão apontar por aí. Mas todas as doutrinas mentirosas vão ao encontro da vontade do homem de enxergar coisas sobrenaturais. Todas as heresias surgem da necessidade do homem ir além do que Jesus quer dar. As pessoas querem ser avivadas por algo maior do que Cristo, fazendo uma doutrina para satisfação própria e negando a soberania de Jesus. No entanto, Ele é o algo maior, que trouxe vida em abundância para todo aquele que crer. Não há nada além de Jesus. Ele é o único caminho que nos leva a Deus. Temos que nos preocupar em nos aprofundarmos no relacionamento com Jesus para cada dia nos tornarmos mais parecido com Ele. Precisamos ler as Escrituras e buscar entendê-las para não sermos enganados por falsas doutrinas.

Aniversário de 51 anos do Renê – Isto seria um presente?
"Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens." Marcos 7:7

"Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho. E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós." Atos 20:29-31

"Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo”. Efésios 4:10-15
“Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos”. Mateus 24:24

“Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos”. Marcos 13:22

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores”. Mateus 7:15

“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição”.
2 Pedro 2:1

“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo”
. 1 João 4:1



.
Posted: 29 Jul 2012 05:34 AM PDT
.
"Heresia” é uma palavra forte, e que tem empesteado o mundo cristão desde o tempo dos apóstolos. A heresia continua a ser o resultado da ignorância presente entre o povo de Deus. Poucas pessoas parecem discernir a verdade do erro na cultura atual. Talvez esta seja a razão porque Jesus perguntou: “Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?”(Lc 18.8). O apóstolo Paulo também advertiu a Timóteo: “nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas”(2Tm 3.1,2). Nesses dias, uma preocupação narcisista corromperá todas as áreas da vida. Não é que nossa época seja a única nesse sentido, mas o mundo cristão moderno certamente é caracterizado por uma orientação centralizada no homem e um esquecimento da sã doutrina.

Entre as heresias que se tornaram verdadeira praga para a comunidade cristã batalhadora dos primeiros séculos, nada foi mais devastador do que o Gnosticismo. De fato, o Gnosticismo é tão antigo quanto a mentira de Satanás: “Vós sereis como deuses”. A religião americana contemporânea, quer liberal ou conservadora, evangélica ou nova era, mórmon ou pentecostal, representa um reavivamento de pelo menos alguns aspectos dessa heresia antiga. A igreja primitiva lutou para agarrar-se às crenças e práticas cristãs básicas (incluindo a espiritualidade) em tempo quando as abordagens, que apelavam para os sentimentos daqueles que procuravam por “espiritualidade” de seus dias, insistiam para que ela se tornasse mais sensível às necessidades de uma audiência que achava a doutrina cristã algo estranho.

Algumas coisas não mudam. Em um artigo da revista Los Angeles Magazine intitulado, “Deus à venda”, Kathleen Neumeyer escreveu: “Não é de surpreender que, quando os jovens profissionais bem-sucedidos retornam à igreja, eles querem fazê-lo somente em seus próprios termos – o que é mais impressionante é até que ponto as igrejas estão cedendo”.

Muitos crentes hoje vivem como os israelitas no Livro de Juízes: “Naqueles dias, não havia rei em Israel; cada um fazia o que achava mais reto.”(Jz 21.25). De fato, um defensor do uso do marketing para o crescimento da igreja escreve: “Isso é tudo o que significa o marketing para a igreja: oferecer o nosso produto {que ele descreve como ‘relacionamentos’} como uma solução para as necessidades do povo”(G. Barna, Marketing the Church). “É crítico”, ele diz, “que mantenhamos em mente um princípio fundamental da comunicação cristã: a audiência, e não a mensagem, é soberana”.

Um artigo da revista Newsweek descreve desta forma as igrejas hoje: “Eles desenvolveram um cristianismo ‘escolha e pague’ no qual indivíduos pagam o que querem... e passam adiante o que não se encaixa em seus alvos espirituais. O que muitos têm abandonado é um senso de abrangência do pecado”( Newsweek, setembro de 1984, p.26). Em lugar da ênfase escriturística de pecado e graça, uma variedade de métodos de auto-ajuda tentam tornar o cristianismo uma espiritualidade que atrairá aqueles que procuram por uma religião. Mas quando a busca pela “espiritualidade” suplanta a verdade do Cristianismo, indaga-se se o sal não perdeu o seu sabor.

O apóstolo Paulo chamou os profetas gnósticos de “superapóstolos” que aparentemente sabiam mais do que o próprio Deus. Eles eram capazes de “enxergar”, até mesmo dentro dos segredos celestiais e oferecer técnicas para escapar da exigência terrena: “E tu, ó Timóteo”, advertiu Paulo, “guarda o que te foi confiado, evitando os falatórios inúteis e profanos e as contradições do saber, como falsamente lhe chamam, pois alguns, professando-o, se desviaram da fé.”(1Tm 6.20-21).

Os “superapóstolos” pregavam um evangelho diferente e um espírito diferente: “Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo.”(2Co 11.13). Essa referência particular refere-se especificamente à ênfase gnóstica sobre o anjo de luz contra o anjo das trevas.

Por Michael Horton, livro: “A Face de Deus” Ed. Cultura Cristã, resumo e adaptação para o blog: rev. Ronaldo P Mendes. 
Fonte: Solus Christus 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!