24 de janeiro de 2013

Jesus jantou na minha casa...


Sim, Jesus jantou na minha casa. Roguei, pedi, supliquei, declarei e até determinei que ele entrasse na minha casa e na minha vida.
Queria ficar de bem com Deus chamando o seu filho para comer comigo. Imagine o privilégio de ter o filho do homem na minha mesa, já imaginou as bênçãos que eu obtive ao tê-lo no meu lar? Seria igual a ter a bíblia aberta no Salmo 91...um amuleto.
Preparei a melhor iguaria, a melhor prataria, o melhor conjunto de mesa e coloquei minha melhor roupa até porque sou um adorador por excelência e quanto mais impressionar o “ome” melhor retorno terei dele. Com certeza alcançarei o seu favor!
Enfim o ilustre convidado chegou  meio acanhado ao ver toda opulência preparada para tal evento. Meus filhos pequenos não participaram da recepção até porque pra não constranger o convidado (acho que ele não tem paciência com crianças), minha esposa cuidou dos preparativos e assim como Marta esta ofegante a cansada para dar atenção a Jesus afinal tudo precisava estar perfeito.
Após aquele bate papo padrão nos sentamos à mesa e quando nos preparamos para as primeiras garfadas e o mestre já ia dar graças e partir o pão adentrou ao ressinto uma mulher. Minha esposa olhou em minha direção com uma expressão que dizia: “quem convidou essa mulher?” Quem seria essa mulher? Uma pecadora, claro! Uma adultera? Uma prostituta? Uma lésbica? Não importa... Ela conseguiu parar um grande evento.
Jesus olhou pra ela e apenas viu uma mulher (sem todos os adjetivos reportados por mim) e ela olhou para Jesus e viu apenas a redenção e nada mais!
Jogou-se aos seus pés, ela ousou entrar na casa de uma pessoa importante o suficiente para convidar o Rei dos Judeus para jantar. Deixou para trás todos os conceitos e preconceitos e humilhou-se para buscar apenas tão somente apenas redenção.
Enquanto os manjares a mesa esfriavam e susto passava eu esperava que ao menos meu milagre chegasse para ver o melhor de Deus, mas tive me contentar com a maior manifestação do poder de Jesus: o perdão dos pecados e como consequência a redenção e salvação!
Depois Jesus foi embora e nunca mais o vi... Acho que ele gostou mais da mulher do que de mim!
Em tempo:
Gosto do evangelho, do evangelho subversivo que usa uma mulher, uma pecadora para me mostrar o quanto eu sou um fariseu!
A Deus toda honra e toda glória!
Obs: quaisquer semelhança com o fato descrito em Lucas 7, 36-50 é mera coincidência.

Rony Brandão
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Claro que uma mera coincidência, pois a tal mulher pecadora sim, mas nunca prostituta e muito menos homossexual, mas Maria a irmã de Lázaro.

    “E Maria era aquela que tinha ungido o Senhor com unguento, e lhe tinha enxugado os pés com os seus cabelos, cujo irmão Lázaro estava enfermo.” João 11:2

    Luís

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!