26 de dezembro de 2011

O Dia do Senhor está chegando

 

         Quer percebamos ou não, existe uma tremenda guerra espiritual acontecendo nos dias de hoje, com Satanás e seus demônios usando os falsos apóstolos e profetas do engodo religioso  (católicos e carismáticos) para ludibriar os que não se encontram totalmente embasados na Palavra de Deus.

         Por alguma razão, a igreja evangélica tem deixado de observar o perigo que se aproxima rapidamente, dando margem para que os seus inimigos se fortifiquem, à medida em que eles avançam dentro dela. O Ecumenismo é a arma poderosa que Satanás está usando, para cegar o entendimento dos cristãos, atirando-os nos braços da Meretriz Romana e das seitas hinduístas. Para a maioria deles, a palavra "discernimento" passou a ter uma conotação pejorativa. Agora, o termo em destaque, principalmente com o advento do neo-evangelicalismo, é "Cristianismo Positivo", conforme foi entregue nas "conferências de discernimento", que pregam a sobrevivência do Cristianismo [Nota da tradutora: Não pelo poder de Cristo, o qual garantiu que as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja pautada nos ensinos da Bíblia, mas pela união de todas as religiões, liderada pela religião do papa, a qual se encaixa, perfeitamente, na descrição da Meretriz do Apocalipse capítulos 17 e 18. O declínio do espírito bíblico tem decaído com a chamada "erudição", a qual desdenha das profecias referentes ao final dos tempos. Para a turma dos "eruditos" americanos, que levam uma vida regalada, recebendo aplausos dos seus seguidores, a falsa teologia de Agostinho de Hipona (Dominionismo) é a mais aceitável, achando que "o mundo vai se tornar cada vez melhor, graças ao empenho do Cristianismo de se  unir a todas as religiões, no sentido de aperfeiçoar o comportamento da humanidade em prol do bem comum".]

         A igreja evangélica está permitindo, ou melhor, trazendo para dentro dela, um perigoso inimigo que vai destruí-la. Cristo nunca se aliou aos fariseus e é isso o que a igreja está fazendo hoje, abraçando os seus inimigos, cujos antepassados queimaram milhares de cristãos verdadeiros em suas fogueiras. Os homens têm memória curta e costumam esquecer o testemunho da história...

         A maioria dos jovens que estuda em seminários teológicos é aconselhada a ler autores como Paul Tillich, Hans Kung e outros hereges, alimentando-se da mesma filosofia doutrinária da qual se alimentou o papa Ratzinger. [Nota da tradutora: Eu mesma comprei alguns desses livros, a conselho do pastor, que ensinava Teologia do NT. Li os ditos, fiquei horrorizada com as heresias e nunca mais quis saber de autores desse tipo].

         Ao mesmo tempo, somos informados sobre um número de cristãos sinceros, que já não conseguem mais frequentar uma igreja, porque estas abandonaram a simplicidade do evangelho e enveredaram pelo caminho emergente, adotando sermões estranhos, apoiando os sinais e maravilhas, cujos pregadores acusam os "dissidentes" de suas heresias de estarem possuídos por demônios. Citar uma genuína e clara passagem da Bíblia, em certas igrejas, é receber um pronto atestado de estar "endemoninhado".

         A música contemporânea é especialista em pregar heresias, sem falar na péssima redação poética e no tom mundano do tipo rock e até funk. "Um abismo chama outro abismo" e a música usada nas igrejas emergentes apela mais à carne e ao diabo do que à glória de Deus. Os hinos clássicos foram desprezados pelos novos maestros, os quais desejam estar na crista da onda, sem observar quão baixo vai se tornando o padrão musical da igreja.

         Paulo nos adverte com estes versos da 1 Timóteo 6:9-10: "Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores". Qual o maestro moderno, que não deseja ficar rico, famoso e importante? Os eventos da igreja evangélica apóstata muito se assemelham aos do Movimento Nova Era: namoro com as religiões não bíblicas, com a música mundana e paixão por status e riqueza material.

A ocultista Alice Bailey já havia previsto, há alguns anos, que o Movimento Nova Era, com as suas doutrinas e prática do misticismo,  iria se fortificar dentro da igreja evangélica e daí seguir para a união de todas as religiões.  Esta foi uma previsão satanicamente embasada, pois o Diabo às vezes fala a verdade, quando esta lhe rende dividendos. O desejo de se tornar um "deus" conforme a Nova Era ensina agora - e os falsos profetas da Teologia da Fé vinham ensinando, há anos,  repetindo a mentira que Satanás entregou a Adão Eva - predomina, principalmente,  nas igrejas carismáticas.

         O pior é que muitos líderes cristãos de alto conceito estão abraçando esse tipo de engodo, por amor aos seus altos cargos e salários. Eles apoiam os ensinos dos místicos católicos da Era das Trevas, como Teresa d'Àvila, Francisco de Assis, Tomás de Aquino e Inácio de Loyola, os quais desprezaram as admoestações da Palavra de Deus, em favor de suas místicas experiências com o "outro Jesus". Tudo que a Nova Era ensina agora é apenas o gnosticismo combatido por Paulo, o  qual se apresenta com novas roupagens. O Espírito Santo tem tido um trabalho exaustivo, para dirigir os crentes no caminho certo. Mesmo assim, alguns fazem ouvidos surdos à voz suave do Espírito de Deus, preferindo escutar os gritos estrondosos dos mestres carismáticos, prometendo "poder", um termo usado e abusado nas igrejas neopentecostais.

         A árvore parece sadia, com uma verdejante folhagem, mas os frutos que ela apresenta são podres. O slogan "a unidade será a chave do futuro" será um tema crescente, no sentido de apressar a vinda do Anticristo, tudo se aproximando, rapidamente,  para uma Nova Ordem Mundial. O falência dos Estados Unidos e da União Européia pode significar o apogeu da China, da Rússia e dos inimigos históricos de Israel, o pequeno país, que é o relógio do mundo. Vejamos os passos em direção ao final dos tempos:

01. - A unificação do pensamento religioso mundial, pela qual o estilo e as práticas místicas orientais, como a yoga, a oração contemplativa, e a chamada cura "reiki" estão juntando o Oriente ao Ocidente.

02. - O plano P.E.A.C.E. de Rick Warren, pretendendo mostrar a solução para todos os  problemas religiosos e sociais do mundo, caso haja um esforço conjunto de todos os habitantes da Terra.

03. - Os planos da criação de uma única moeda, especialmente com o declínio do valor do Dólar, facilitando a imposição de certa  "marca", a fim de facilitar a compra e venda de produtos na indústria e no comércio.

04. - O crescente prestígio da ONU, no sentido de criar uma confederação de nações.

05. - O crescente interesse na criação da figura de um "cristo", o qual possa resolver todos os problemas mundiais econômicos e políticos, obviamente uma figura cósmica de grande poder.

06. - O aumento da aceitação dos interesses da humanidade, com a apologia ao divórcio, ao aborto, ao homossexualismo e à pedofilia, com a consequente dissolução da família e apogeu da imoralidade.

07. - A crescente antipatia contra os cristãos fundamentalistas bíblicos.

08. - O recrudescimento do anti-semitismo, até mesmo dentro da igreja dia cristã.

09. - O aumento das catástrofes naturais, como secas,  enchentes, terremotos, erupções vulcânicas.

10. - As guerras criadas pelos anarquistas e terroristas, pelo simples prazer da destruição da paz mundial.

11. - A descrença cada vez maior na volta do Senhor, com um crescente abandono da profecia bíblica.

12 - O aparecimento de falsos profetas e apóstolos e de falsos cristos, prenunciando a vinda do Anticristo.

Por causa das práticas místicas, inclusive da yoga e da "oração contemplativa", as pessoas estão sendo condicionadas a imaginar que são "pequenos deuses" e que devem receber um homem "deus" especial, que vai operar sinais e maravilhas diante dos seus olhos.

         Muitos sinais e maravilhas serão vistos, no futuro, operados pelo "homem do pecado", como  a prova definitiva de que a verdade bíblica vai ser abandonada em favor da "operação do erro".

         Os frutos da figueira (Israel) e da igreja cairão aos montes.  Os "criadores de pontes" e os "silenciadores" já estão agindo, eficazmente, neste sentido. Tudo que a Bíblia considera falso e impuro tem sido permitido na igreja, com a Psicologia em alta, relegando a Bíblia ao segundo plano.

          Vejamos o que Deus ensinou ao Seu povo, conforme Deuteronômio 18:9-14:

"Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa".

         Por que tantos líderes cristãos "respeitáveis" estão promovendo os místicos da Idade Média e os ocultistas orientais?  Não será para causar uma anarquia religiosa, a serviço do "deus deste mundo"?
        Muitos entre eles estão de tal modo obcecados com o crescimento de suas igrejas que ignoram o perigo de tais práticas. Voluntária ou involuntariamente, eles estão conduzindo suas ovelhas a um desfiladeiro perigoso, no qual irão cair junto com elas. Ignorando as verdades bíblicas em favor do chamado "Cristianismo Positivo", eles estão usurpando a verdade que liberta as pessoas do inferno.

         Os silenciadores, que se calam diante do engodo que se alastra, estão crescendo em número. Talvez não queiram colocar em risco a sua reputação; por isso, preferem fazer ouvidos surdos à voz do Espírito Santo, que nos comanda a "agir com toda a diligência  acerca da salvação comum, por necessidade de escrever aos crentes e exortá-los a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos", parafraseando Judas 3.

         Quem achar que os apologistas estão embaraçando os outros ministérios da igreja, atente ao fato de que não adianta fazer tanto esforço e movimentação dentro da organização eclesiástica, se o objetivo maior não for o conhecimento e a obediência à santa, infalível e eterna Palavra de Deus pela qual seremos todos julgados. (João 12:48).

 

Mary Schultze, 25/12/2011 - www.maryschultze.com

Inspirado no texto de David Dombrowski, "Sounding The Trumpet In The Midst of Apostasy"

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!