13 de março de 2013

Culto ao ar livre no centro de São Paulo (24/02/2013): o $how tem que parar!



034Ontem fizemos o primeiro culto ao ar livre deste ano no centro de São Paulo. Sim, fazemos cultos, pregamos a Palavra aos “de fora”, como também a pregamos em amor aos “de dentro”, através dos protestos pacíficos em eventos gospel.
Foi maravilhoso como sempre. Não juntamos grandes multidões, até porque concorríamos, a uma distância de meia quadra, com um grupo de forró e suas dançarinas, e a Palavra nos revela que a porta que leva à salvação é estreita. Se estivéssemos lá pregando aquilo que as pessoas gostariam de ouvir (você vai ficar rico, se você determinar “deus” é obrigado a lhe dar tudo) com certeza esvaziaríamos o forró. Mas a mensagem que levamos é justamente a que não agrada às multidões: que Deus não tem obrigação de satisfazer nossas vontades, que Ele não se vende por dinheiro, ou dízimos ou ofertas, que importa que morramos para nossas vontades e assim tomemos nossa cruz e sigamos o Mestre.
039
Pregar nas ruas não é uma tarefa fácil. Numa metrópole como São Paulo, onde cada minuto está ocupado com um compromisso, mais difícil é. As pessoas estão andando pelas ruas apressadas, com medo de perder a condução, o compromisso, sem tempo para ouvir um pregador do Evangelho. Nesse sentido as faixas que estendemos ajudam bastante, pois chamam a atenção dos transeuntes que, muitas vezes levados pela pressa, só têm tempo para perguntar o que significa tudo aquilo. Ao saber, a grande maioria apóia, sendo essa grande maioria de não evangélicos, por incrível que pareça.
032
Os que dispõem de um pouco de tempo param e ouvem 5, 10, 20 minutos da pregação e depois se despedem felizes. Abordamos a todos, os que ficam mais ou menos tempo, e os presenteamos com um exemplar da Bíblia ou do Novo Testamento, com a solicitação de que a pessoa leia a Palavra e descubra, ali, as verdades de Cristo.
“Não obrigada, não tenho dinheiro”. É difícil acreditar que “crente” dê algo para alguém, ainda mais uma Bíblia. Na tv o que mais vemos é a venda de Bíblias de todos os tipos. A impressão que o mundo tem é que o “de graça recebei, de graça dai” é exclusividade dos espíritas, conhecidos por seus atos de caridade.
038
Vocês não imaginam a alegria das pessoas ao receberem um exemplar da Bíblia ou do Novo Testamento! Como me disse o Josef, que participa ativamente dos cultos e protestos, no Brasil as pessoas também se alegram ao ter acesso à Palavra de Deus (com a expansão dos mega-templos, a impressão que há é que todo o mundo tem sua Bíblia em casa).
Em todos os cultos sempre há os que o assistem por inteiro. São os drogados, os moradores de rua. São aqueles que não são bem-vindos em muitas igrejas por estarem sujos, mal-vestidos, por não terem o que dizimar ou ofertar. Ali na rua, porém, lhes é dada a oportunidade de ouvir a Palavra de Deus, que não deveria ser comercializada por ninguém.
Agradeço imensamente a Deus pela oportunidade que Ele tem nos dado de fazer os cultos ao ar livre. Agradeço a Ele que tem nos provido dos recursos necessários para a compra e doação das Bíblias e Novos Testamentos. Agradeço a Ele pelas vidas de todos os que estão envolvidos, tanto dos que participam pessoalmente como dos que intercedem e/ou ofertam para este trabalho. Graças a estes, que se deixam ser instrumentos de Deus, cremos que muitas vidas conhecerão verdadeiramente a Cristo e ao Seu Evangelho, que é puro e é simples, nada condizente com as dificuldades que os “homens de deus” impõem, com o fim de vender as facilidades espirituais.
A Deus, toda a honra e toda a glória para sempre. E àqueles que quiserem participar, sejam bem-vindos(as) não apenas em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, onde este trabalho está sendo realizado, mas em qualquer cidade do Brasil. A seara é grande e faltam trabalhadores.
purosimple
Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Por:  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!