20 de março de 2013

Feliciano abandona sessão e pode deixar presidência de comissão






O deputado Marco Feliciano (PSC-SP) ao lado do assessor do Ministério da Saúde, na área de saúde Mental, Aldo Zaiden, deixa a reunião da Comissão dos Direitos Humanos sobre protestos dos manifestantes Givaldo Barbosa / O Globo


BRASÍLIA - É cada vez mais delicada a situação do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) à frente da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara. Ocorreu novo tumulto nesta quarta-feira na comissão e Feliciano apenas abriu a reunião e deixou o plenário, após vaias, protestos e faixas de integrantes de movimentos LGBT. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), relatou a vários parlamentares que a situação de Feliciano é insustentável e que irá pedir ao líder do PSC, André Moura (SE), sua substituição.


O vídeo exibido na terça-feira no Twitter de Feliciano, com críticas aos deputados que se opuseram à sua indicação, foi a gota d´água para Henrique Alves. Um dos deputados com os quais o presidente da Câmara falou foi Chico Alencar (PSOL-RJ). Dezenas de parlamentares de vários partidos realizaram nesta quarta-feira um novo ato contra a manutenção do deputado à frente da comissão.

— O presidente da Câmara conversou comigo e disse que achou o vídeo altamente ofensivo. E que o deputado Feliciano não atendeu ao seu pedido de moderação. E disse que se empenharia em uma solução — disse Chico Alencar ao GLOBO. O diálogo entre os dois ocorreu na noite de ontem.

Na comissão, hoje, além dos bate-bocas, houve uma situação inusitada. Convidado como expositor na audiência pública sobre transtorno mental, Aldo Zaiden, assessor da área de Saúde Mental do Ministério da Saúde, fez um discurso se referindo à polêmica gerada desde que Feliciano assumiu a comissão.

— Os direitos humanos vivem um retrocesso — disse Zaiden, que foi interrompido pela confusão.

Quando a palavra iria voltar para ele, foi ameaçado por Jair Bolsonaro (PP-RJ).

— O senhor se restrinja ao tema da audiência pública. Não faça discurso — disse Bolsonaro ao assessor, que se rebelou.

— Fui proibido de falar pelo deputado Bolsonaro. Não tenho o que fazer aqui — disse Zaiden, que levantou-se e foi embora, aplaudido pelos manifestantes contrários a Feliciano. A sessão foi encerrada.

Líder pede a Feliciano reavaliar permanência na comissão

O líder do PSC, André Moura (SE), afirmou que fez novo apelo ao deputado Marco Feliciano (PSC-SP) para deixar a presidência da comissão. Moura disse que aguarda uma resposta do parlamentar. Para o líder, a situação é "muito preocupante".

- Pedimos, a bancada, para o deputado Feliciano fazer uma reavaliação e levar em conta todas essas manifestações. Acredito no bom senso. A situação é muito preocupante. Estou no aguardo de uma resposta dele - disse André Moura, que reuniu-se hoje à tarde com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

- O presidente da Câmara mostrou sua preocupação com a imagem da Casa com tudo isso que está acontecendo. E ele está correto. Mas não falou em renúncia do deputado Feliciano - disse André Moura.

No plenário, Feliciano conversava com o líder do PR, Anthony Garotinho (RJ) e o pastor Silas Câmara (PSD-AM). Garotinho deu alguns conselhos a Feliciano. Primeiro, o deputado fluminense sugeriu a Feliciano a criar um gabinete de crise e discutir a situação. Depois, Garotinho sugeriu que ele renunciasse, mas que saísse por cima.

http://oglobo.globo.com/pais/feliciano-abandona-sessao-pode-deixar-presidencia-de-comissao-7895987#ixzz2O6y2iWDH

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

3 comentários:

  1. O crente homofóbico é, ao mesmo tempo, incoerente e hipócrita. Não o digo em tom de ofensa - apenas constato um fato.

    Explico. É verdade que a Bíblia condena a homossexualidade. Todavia, a mesma Bíblia que condena a homossexualidade diz que a mulher menstruada fica impura e torna impuro tudo que ela toca, até o lugar em que ela senta...

    Ora, se o crente fosse coerente, não apertaria mão de mulher, já que não sabe se ela está menstruada. Não trabalharia com mulher. Não se sentaria em banco de ônibus. Não beberia água em bebedouros públicos. Não se deixaria atender por mulheres em lugar nenhum...

    Ele sequer trocaria a própria mãe - cada beijo, uma maldição e impureza...

    Certo - isso é uma tremenda bestialidade da cultura judaica antiga, e fazemos bem em jogá-la na vala do esquecimento...

    Mas por que jogar algumas coisas fora e não outras?

    O que motiva você?

    Fidelidade não cola. Devoção não cola.

    Fale a verdade, somente a verdade, nada mais do que a verdade.

    ResponderExcluir
  2. O amigo comentarista aí está totalmente equivocado a respeito da Bìblia, exatamente como os evangelicófobos que sacam trechos isolados do texto sagrado para justificar suas aberrações. O trecho que cita a impureza da mulher está no mesmo contexto da proibição de tocar em defunto, comer carne de porco e profanar o sábado. Ou seja, pertencem à lei mosaica, que é seguida até hoje pelos judeus ortodoxos. À Igreja cristã nada disto é ordenado, como querem fazer crer os seus inimigos. Apenas se pede que evitem a prostituição (que os evangelicófobos querem legalizar), e comer carne sacrificada a ídolos (Atos 15:29 e 21:25). É por isso que a Igreja Cristã não segue essas práticas. Já a respeito da homossexualidade, é condenada tanto no Antigo como o Novo Testamento (só como exemplo, I Co 6:9; I Tm 1:10; Rm 1:27 etc), ou seja, se o cidadão se diz cristão, não há como conciliar-se com essa prática. Quer criticar, critica, mas critica com critério (palavras que vêm da mesma raiz grega, não por acaso). Então, faça com a Bíblia toda o que sugere para o Antigo Testamento, jogue no lixo, mas antes procure entendê-la.
    Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  3. George, Bíblia neles, quem sabe assim essas pessoas não sintam a necessidade de buscar conhecimento sobre o assunto no Livro e façam alguns estudos para sair da ignorância. Só completando sobre a lei mosaica, está foi cumprida na Cruz por Jesus Cristo, que nos deu uma nova lei, hoje a Igreja está sob a Lei da Graça.
    “Portanto, por um lado, se revoga a anterior ordenança, por causa de sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nunca aperfeiçoou coisa alguma), e, por outro lado, se introduz esperança superior, pela qual nos chegamos a Deus” (Hebreus 7:18-19)

    Luís

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!