8 de maio de 2017

"Cristianismo não é só orar e cantar hinos, mas ajudar quem precisa", diz ex-refugiado

Theodor se juntou ao movimento de resistência para lutar contra a Alemanha, mas acabou se encontrando em campos de refugiados na Itália. (Foto: Reprodução).
Theodor se juntou ao movimento de resistência para lutar contra a Alemanha, mas acabou se encontrando em campos de refugiados na Itália. (Foto: Reprodução).
Hoje, Theodor Davidovic tem 92 anos. Ele foi um refugiado da Segunda Guerra Mundial e na época recebeu o apoio da Christian Aid, uma organização cristã que ajuda no desenvolvimento sustentável e luta pelo fim da pobreza, além de apoiar a sociedade civil e fornecer ajuda humanitária na América do Sul, Caribe, Oriente Médio, África e Ásia.
Desde que Theodor foi resgatado pela organização, ele tem dedicado sua vida à caridade e ajuda outras pessoas necessitadas. Nascido na Sérvia, seu pai morreu quando ele tinha apenas oito anos. Ele ficou órfão muito jovem e foi vendido para o serviço doméstico os 16.
Seguindo o conselho de seu pai para fugir, Theodor se juntou ao movimento de resistência para lutar contra a Alemanha, mas acabou se encontrando em campos de refugiados na Itália e na Alemanha. Ele diz que nunca esquece os pacotes de cuidados que recebeu da Christian Aid.
Theodor, que agora vive em Fife, diz: "Quando eu estava nos campos, foram os cristãos que enviaram as encomendas. Eles me enviaram pacotes por dois anos e meio. Nunca vou esquecer disso”. Ele conseguiu escapar dos campos de refugiados quando tinha 22 anos, chegando à Escócia como refugiado em 1947.

Mudança de vida
O jovem conheceu sua esposa, Betty, em um salão de dança em Kilcaldy, quando ele tinha 26 anos e ela tinha 20. Eles se casaram em 1953 e agora têm dois filhos e quatro netos. Theodor e Betty construíram uma vida Fife, onde ele possuía três oficinas de reparo de calçados antes de se aposentar aos 72 anos.
Foi durante a sua participação na igreja, nos anos 70 com sua família, que Theodor ouviu um chamado para procurar pela Christian Aid. "Eu me ofereci para fazer isso, porque era a minha oportunidade de pagar de volta o que eu havia recebido deles", disse. “Sei que foram as pessoas da Christian Aid que contribuíram para o fundo que me ajudou a sobreviver. E eu sinto que devo minha vida a Christian Aid”, continuou.
Theodor tornou-se um organizador local da Christian Aid Week, e ao longo dos anos tem dirigido clubes de jovens, organizado passeios e reuniões - entre muitos outros eventos. Ele diz: "Apelo a todos os cristãos, para que o vosso cristianismo não seja apenas de ir  a igreja, orar e cantar hinos. Mas, que seja para colocar sua crença em ação, ajudar alguém que precisa de sua ajuda e mostrando amor e compaixão para o mundo”. A Christian Aid Week une mais de 20 mil igrejas a cada ano para alcançar coisas incríveis para apoiar os vizinhos globais em necessidade.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!