28 de fevereiro de 2012

DESERTOS NECESSÁRIOS...




Desertos são regiões extremamente áridas. A escassez ou ausência total de água no solo e chuva, além de um terreno seco e árido são algumas das características marcantes dessas regiões, que cobrem 20% da área do nosso planeta.

São regiões de climas extremos: durante o dia um calor escaldante, à noite temperaturas abaixo de 0º grau.
Pensando nessas características me indago o que cargas d’água Jesus foi fazer no deserto. Porque tinha de ser lá? Porque não escolher uma região menos inóspita na sua peregrinação antes de inicio da pregação?

Um dos motivos certamente era para nos servir de exemplo, referência. Mostrar-nos que a vida, em muitos momentos, é marcada por momentos extremos onde precisamos perseverar até o ápice de nossas energias. Sim, porque foi exatamente o que aconteceu com Ele. Após sua peregrinação de 40 dias na presença de Deus, sem comer coisa alguma, enfrentando as condições meteorológicas mais discrepantes, ao fim desses dias seu desgaste era inevitável.

Mas, para Jesus naquele momento; o deserto era necessário.

Isso me leva a refletir em nossos desertos particulares, que também são necessários, pois:

1 - Ele me mostra a imprevisão da vida:
Desertos não tem hora marcada. Jesus acabara de atravessar um momento ímpar na sua vida e, logo após isso, fora conduzido pelo Espírito ao deserto.

2 – Ele expõe a minha realidade espiritual:
São nos desertos que você consegue medir quão perto ou quão distante está de Deus. Jesus não deixou de ser tentado, mas estava preparado em Deus para tal afronta. Nos desertos da vida podemos nos dar conta de nossa realidade diante de Deus e buscar uma proximidade e intimidade maior.

3 – Ele nos expõe a propósitos de Deus para nós:
Desertos na vida são comuns a todos. Até mesmo Jesus atravessou. Porém Ele não ocorre por acaso. Existe uma razão divina para atravessarmos tais provas.
Se olharmos para o deserto no âmbito bíblico, vamos perceber:

                I – No deserto, Deus queria trabalhar alguns erros recorrentes na vida de Israel. Infelizmente existem pecados que só entendemos e enxergamos quando postos à prova. Deserto é lugar de santificação.

                II – Foi no deserto que Deus curou (ou transformou) as águas:
                Êxodo fala que, assim que o povo saiu do Egito se deparou com uma fonte de águas. Porém não eram potáveis, e sim amargas. Foi no deserto que o povo pode experimentar Deus curando ou transformando as águas de Mara de amargas em potáveis. São nos desertos da vida que Deus nos cura e transforma.

4 – Ele expõe minha limitação e apresenta a Provisão Divina:
São nos desertos da vida que percebemos os quão limitados e incapazes somos. Deserto é lugar onde rico e pobre são iguais. Os desertos da vida nos colocam na posição de dependência de Deus. Olhamos para um lado, para outro e não vemos nada. Não há visão de coisa alguma a não ser areia.

Os desertos nos põem de joelhos. Tiram nosso orgulho, presunção, quebram nossa altivez. Quem consegue superar o deserto, quem sempre viveu uma caminhada de fé com Deus, vai perceber que deserto é lugar onde começamos com falta e terminamos com abundância.

No deserto aprendemos que a vida no seu sentido mais pleno é se alimentar de Deus! Como disse Jesus a satanás: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Lc. 4:4).


Entenda e aplique:

Desertos tem prazo determinado. Estão debaixo de propósitos salutares de Deus para você. Portanto, em meio a Eles, não pare, não murmure e não desista!
Entenda os propósitos finais de Deus para os desertos da sua vida

1- Deus quer te aperfeiçoar com os desertos.

2- Deus quer que você tenha uma melhor percepção de sua dependência e necessidade Dele.


Marcello Matias, pastor. 


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Q bom que Yeshua chamou Deus de Pai.. imagine se ele é o próprio Deus encarnado... ( dá uma licença: deixa eu falar comigo mesmo.

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!