6 de fevereiro de 2012

Pastores dizimófilos... Vade Retro!

 

Muitas vezes, tenho recebido bronca de algum pastor dizimófilo, taxando-me de coisa pior do que "ladrona", porque não entrego o dízimo e ainda escrevo contra esse tipo de roubalheira eclesiástica.

         Para manter o pastor e as despesas da igreja que se dêem ofertas, mas dízimo, JAMAIS!

         Um irmão sincero escreveu pedindo esclarecimento e mandei uma resposta assim:  

Deus não precisa de esmolas. Ele quer que creiamos NELE E NO SEU FILHO, que Ele enviou, para termos a vida eterna, conforme João 17:3.

O dízimo é lei do VT, não do NT. Paulo nunca pediu dízimo.  Só o exigem  os pastores ambiciosos. Por causa do dízimo é que existem milhares de denominações milionárias, e de pastores apóstatas, pois o dinheiro corrompe, conforme 1 Timóteo 6:9-10. O dinheiro é o maior inimigo do amor verdadeiro.

Ora, a esposa do  pastor da igreja que eu frequento anda na última moda, enquanto eu compro roupas no brechó. Esse luxo é mantido pelas velhinhas que ganham salário mínimo e dão 10% à igreja. ISSO É JUSTO?

Paulo resume todo o evangelho em apenas um verso, aos que crêem em Cristo... Gálatas 5:14: "Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo". Passou disto é "igrejismo" barato, o que mais se vê por aí. O resultado é que o Catolicismo, que não exige dízimos, mas apenas ofertas, vai crescendo e se firmando cada dia mais, com as suas heresias gritantes. Os pastores dizimófilos são os maiores inimigos do Cristianismo bíblico. Em meu texto de 2003 - Ser dizimista, não senhor - escrevi algo assim:

Em nossa PIBT o pastor nunca fala em dinheiro. Ele é culto e inteligente demais para se expor, da mesma maneira que os pastores malaquianos costumam fazer, mostrando o seu lado ambicioso, pensando em aumentar suas contas bancárias, sem o menor interesse em ganhar almas para o Senhor Jesus Cristo.

         Pelo fato de jamais mencionar dinheiro no púlpito, de pregar mensagens totalmente bíblicas, de ser carismático e até charmoso, o nosso pastor tem agradado os membros e muito mais os visitantes, que chegam à nossa PIBT, amam a igreja e acabam deixando as suas igrejas malaquianas para se filiar à nossa. Assim, o rol de membros tem aumentado bastante e logo teremos um novo templo para acomodar tanta gente que vai chegando e ficando... Maravilhada com uma igreja que nada tem de  "propositada", de "emergente"  e de "panenteísta", uma igreja onde raramente são cantados corinhos heréticos (na Bíblia e no vernáculo), uma igreja na qual se pode realmente confiar, para ali se congregar, até o dia em que o Senhor Jesus Cristo nos arrebatar, ou então nos chamar para um encontro pessoal com Ele...

         Infelizmente, existem pessoas muito bajuladas na Igreja, sendo muitas vezes convidadas a orar, sentindo-se verdadeiras VIPs ali dentro, as quais provam o seu total desconhecimento da Bíblia, ao citar Malaquias, um livro do Velho Testamento, para corroborar a sua reivindicação do dízimo.

         Vamos fazer um balanço, para ver se existe alguém mais abençoada, do que eu, dentro da igreja que eu frequento, comparando-me com gente fidelíssima na entrega do dízimo, enquanto eu não o entrego:

1. - Só tive um marido e fui muito feliz no casamento, durante 26 anos.

2. Tenho duas filhas bonitas e inteligentes e cinco netos saudáveis e lindíssimos.

3. - Nunca fui pobre, sempre tive o essencial para viver e viajei por 15 países ocidentais, muitas vezes me hospedando em excelentes hotéis cinco estrelas.

4. Fui empresária durante 36 anos e nunca precisei pagar uma conta com atraso e nem fazer qualquer empréstimo bancário, o que ainda hoje me acontece, nesta fase da terceira idade.

5. - Tenho uma saúde de ferro, sem nenhum dos achaques da idade...

6. - Tenho 82 anos e nunca engordei - o que,  obviamente,  não é o caso de alguns "dizimistas abençoados".

7. - Traduzi mais de 5 mil páginas do Inglês, sou autora de 20 livros (dez já publicados) e de mais de mil artigos, todos eles louvando e glorificando o Nome Santo do Senhor Jesus Cristo, o que vale mais do que ter entregado mil dízimos... Este trabalho evangélico me valeu diplomas de Mestrado em Teologia,  no Brasil e na Inglaterra, sem que eu jamais os tenha requisitado.

8. - Tenho mais de um grupo e um site  na Internet, publicando meus textos. Correspondo-me com dezenas de amigos e irmãos na fé (em Português e inglês) e sou conhecida até no exterior, de onde recebo cartas de personalidades importantes, elogiando o trabalho que faço, desejando vir ao Brasil para me conhecer pessoalmente. Exemplos: o Diretor do Centro de Pesquisas Bíblicas de Jerusalém, chegando ao Brasil, veio a Teresópolis, simplesmente para almoçar e passar um dia comigo. O Dr. Thomas Gilmer, Presidente da Editora Trinitariana no Brasil, veio de São Paulo para me conhecer e almoçar comigo.

9. - Sou amada e respeitada pelos vizinhos, no prédio onde tenho dois apartamentos comprados com muitos anos de trabalho honesto. Não freqüento a casa de pessoa alguma, mas alguns vizinhos vêm me pedir conselhos e até o síndico me pede aprovação sobre os projetos que pretende colocar em prática no prédio.

10. Minha filha alemã costuma telefonar para dizer que me ama, que eu sou o seu modelo de vida, que sente a maior alegria em me ter como mãe. Eis um dos cartões que ela me enviou no dia do meu aniversário: "Querida mamãe: os dizeres deste cartão [um pensamento de Pascal] me fizeram lembrar da nossa última conversa por telefone. Como é bom saber que a senhora é tão feliz!

         Também me vem à cabeça um trecho do livro de Kenn Follet, "Pilares da Terra", que diz: 'Ter fé em Deus não significa ficar sentado sem fazer nada. Significa ver que se terá sucesso, quando se fizer o melhor possível, sincera e inteligentemente.'

         Pois é isso que a Senhora é, Mãe! Uma expert na língua, na Bíblia e na VIDA! Feliz Dia das Mães! -  Margarete. Em um certo Dia das Mães, ela me enviou um trabalho via Internet, focalizando em fotos e versos, os acontecimentos mais  importantes da minha vida.

         Ora, com tantas bênçãos materiais, familiares e espirituais me cobrindo a vida, do amanhecer ao por do sol, se eu precisasse de mais alguma bênção, iria correndo até o gazofilácio da igreja e ali colocaria, não somente 10% do meu salário, mas até muito mais. Contudo, já tenho Filipenses 4:7, 19 e Efésios 3:19-20 me abarrotando a existência! Então, Louvado seja Deus, porque não sou dizimista! Realmente, gosto de contribuir com missões e com a construção do novo templo. Mas... ser dizimista, não senhor! Se não houvesse dizimistas tão fanáticos na igreja eu até contribuiria, digamos, com 5% do que recebo do INSS, para ajudar nas despesas da mesma e pagar o salário do pastor. Mas dar 10% do bruto de minha pensão, depois de ter trabalhado durante 45 anos ...  E ver gente deixando de se alimentar corretamente para entregar 10% de sua renda bruta, levando tantos pastores (principalmente os das igrejas malaquianas) a engordar as suas contas bancárias no exterior... Essa não!

            Se os "abençoados dizimistas" da igreja que eu frequento acham que estou errada e quiserem conversar, biblicamente, sobre o assunto, podem me procurar. Tenho um livro prontinho para entregar-lhes, mesmo sabendo que os líderes da Igreja vão me detonar por causa disso!!! Nesse caso, como não coloco a menor fé no dízimo, eu citaria Romanos 14:23 e 12: "tudo o que não é de fé é pecado" e "cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus".

 

Mary Schultze

Abril 2005 - atualizado em 2012.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Mary, como sempre embasada na Palavra, respondendo aos seus detratores, que abusam de suas membresias explorando a falta de intendimento do povo e o próprio desejo interior de prosperidade e sucesso imediato.

    Luis

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!