16 de dezembro de 2016

O que a igreja no mundo pode fazer pelos cristãos na Síria? #Aleppo

“Não orem por nós, orem conosco, pois é isso o que nos dá força; orem pela paz em nosso país e orem com muita fé, pois temos esperança de que tudo vai melhorar”
13-siria-parque-aleppo#
Atualmente, a Igreja em Aleppo, na Síria, enfrenta muitos desafios. “Há cada vez menos cristãos por aqui, muitos foram embora para proteger suas famílias. A igreja está menor”, disse Sarah* que tem apensas 21 anos e já enfrenta a perseguição religiosa. Ao ser questionada sobre o motivo que a mantém na cidade, sendo tão jovem e com muitas possibilidades de um futuro melhor em outro país, ela responde: “Eu amo viver em Aleppo, nasci aqui e sei que devo permanecer aqui. Esse lugar será melhor um dia e eu quero fazer parte dessa reconstrução”, disse.
Segundo a jovem “Aleppo era a cidade mais linda do mundo” e ela quer reconstruir essa beleza. “Não acho justo partir e deixar esse lugar numa situação tão precária. Eu tenho a convicção de que a cidade será ainda melhor do que era se os cristãos permanecerem aqui para lutar. Não dá para imaginar nossa terra sem uma igreja”, afirma. 
Um dos colaboradores da Portas Abertas fez a seguinte pergunta à jovem: “O que a igreja no mundo pode fazer pelos cristãos na Síria?”. Ela claramente responde: “Não orem por nós, orem conosco, pois é isso o que nos dá força. Orem pela paz em nosso país e orem com muita fé, pois temos esperança de que tudo vai melhorar”, explica e finaliza: “Um dia, eu estava com tanto medo, que fui à igreja orar, pois eu não entendia mais nada. Perguntei a Deus ‘por quê?’ e então ele respondeu: ‘Tudo ficará bem, confie em mim’ e então eu senti muita paz em meu coração. Eu sei que Deus não vai falhar”, conclui.
*Nome alterado por motivos de segurança.
Dezembro na Siria
Enquanto todos se preparam para o Natal, jovens sírios se preparam para servir a Cristo em meio à guerra. Um grupo que concluiu recentemente um curso de “formação de líderes” está entusiasmado para compartilhar suas experiências. “O treinamento foi excelente e abordou todos os tópicos importantes para o nosso fortalecimento nesse tempo difícil que estamos vivendo”, comentou um deles. 
Outra jovem disse: “Realmente senti que como igreja somos uma verdadeira família. Durante o curso houve uma atmosfera de amor. Nossos treinadores foram transparentes e espontâneos, além de bastante práticos. Eles trataram das nossas mentes e corações ao mesmo tempo, mostrando que as pessoas são mais importantes do que as nossas metas”, destacou. Agora a expectativa deles é colocar em prática tudo aquilo o que aprenderam. 
Há um grande campo de trabalho na Síria, muitos refugiados e pessoas deslocadas que estão vivendo momentos difíceis com a chegada do inverno no país. Muitos foram encorajados a permanecer onde estão para fortalecer a igreja e dar esperança a todos os que pensavam que era o fim. Mais um Natal será comemorado por eles e a guerra ainda não terminou. Os sírios buscam a paz enquanto enfrentam os ataques do Estado Islâmico, e também oram pelos perseguidores para que sejam impactados pelo amor de Jesus nessa época tão propícia. Ore por eles, para que se sintam renovados e encorajados a seguir em frente.
Ore pela igreja da Siria
16-siria.jpg
O governo sírio tem se mostrado disposto a recuperar todas as regiões que foram tomadas pelos extremistas islâmicos, nos últimos anos, e pretende restaurar a segurança no país. O exército sírio confirmou que aceita o cessar-fogo, mas declarou que vai "usar todos os tipos de munição contra qualquer violação" por parte dos rebeldes. Esse clima é positivo para todos os sírios, em especial os cristãos.
Mas, existem também algumas consequências a serem enfrentadas. A Analista Internacional de Liberdade Religiosa e também advogada, Elizabeth Kendal, disse o seguinte em seu blog: "Uma coalizão jihadista levou o grupo Al-Qaeda a lançar uma campanha para capturar o Oeste de Alepo, que está em poder do governo, onde vivem mais de 1 milhão pessoas, incluindo cerca de 40 mil cristãos.
Além disso, a situação humanitária está se deteriorando a cada dia. A eletricidade é limitada e a principal fonte de abastecimento de água foi cortada. Alimentos, combustível e medicamentos são escassos. Mesmo assim, as igrejas em Alepo continuam a atender milhares de famílias que estão deslocadas, tanto cristãs quanto muçulmanas, fornecendo inclusive refeições diárias por toda a cidade. A situação é ameaçadora, mas a igreja permanece firme em seus propósitos. Para que continuem firmes na fé, os cristãos sírios perseguidos precisam das nossas orações. Interceda por eles
Fonte: Portas Abertas
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!