21 de fevereiro de 2017

Muçulmano que perseguia cristãos vê cura de seu filho e se rende a Jesus: “Ele me resgatou”

Imagem ilustrativa. Homem orando dentro de um hospital. (Foto: Bible League International)
Imagem ilustrativa. Homem orando dentro de um hospital. (Foto: Bible League International)
Ismail, de 50 anos, era um muçulmano fanático que vivia no sul da Ásia. Ele sempre reunia esforços para barrar as atividades de evangelismo, agredir e apedrejar os cristãos.
Ele e sua esposa tinham apenas um filho, Afsal, de 15 anos. Mas durante meses, o adolescente ficou internado após uma cirurgia de remoção de tumor no cérebro. Para pagar os tratamentos, Ismail foi forçado a vender seu riquixá (carroça motorizada usada para seu sustento) e sua casa.
Um novo diagnóstico fez com que Ismail e sua esposa entrassem em um desespero ainda maior: seu filho estava com leucemia.
Ato de desespero
Sem contar a ninguém, o casal decidiu tirar o menino do hospital e levá-lo a uma praia próxima. Eles amarraram seus pulsos às mãos do garoto e iam caminhando rumo às profundezas do mar.
Naquele momento, alguns pescadores cristãos estavam trabalhando e notaram um comportamento estranho. Algumas gaivotas se aproximavam do barco e voavam de volta ao mar. Observando a rota do vôo, os homens perceberam que três pessoas estavam se afogando.
Eles correram para resgatar os três, clamando pela ajuda de Deus. Quando puxaram a família para o barco, sangue escorria de suas bocas e um forte cheiro de veneno encheu o ar. Com o objetivo de cometer suicídio, a família ingeriu veneno antes de entrar no mar.
Imediatamente, os pescadores levaram os três para o hospital mais próximo. Os médicos conseguiram reanimar o casal, mas o garoto estava prestes a morrer.
Ajudando o perseguidor
Naquela mesma noite, o pastor Paul teve uma visão sobre a situação daquela família e reuniu uma equipe de oração para visitá-los no hospital. Em 2006, Ismail usou seu riquixá para atropelar e tentar matar o pastor Paul. Em 2008, ele liderou um grupo de extremistas e destruiu uma de suas igrejas.
Mesmo com o histórico de perseguição, o pastor Paul visitou o casal e contou a eles como deixou o Islã para se converter ao cristianismo e também sobre sua milagrosa cura da leucemia.
Paul aproveitou para compartilhar a história bíblica dos quatro homens que trouxeram um doente a Jesus. "Jesus curou aquele homem por causa da fé de seus amigos", o pastor explicou ao casal. "Ele se levantou da cama e andou. Se você crer que Jesus Cristo é seu Senhor e Salvador, Ele poderá curar seu filho, Afsal, e trazê-lo de volta à vida. Foi somente por causa do Senhor que vocês foram impedidos de cometer suicídio”.
"Nós tínhamos perdido a nossa esperança e só queríamos morrer", explicou Ismail. "Este é o nosso segundo nascimento. Eu sei que o Senhor Jesus me resgatou através dessa dificuldade. Confesso e me arrependo de todos os pecados que cometi contra Deus e seu povo. Eu realmente quero ter uma nova vida, junto com meu filho e minha esposa”. Naquele dia, o casal de muçulmanos aceitou Jesus.
Milagre
O grupo de oração, o médico — que também era cristão — e o casal se uniram ao redor da cama de Afsal para adorar ao Senhor. Eles cantaram uma canção de cura enquanto o pastor orava pelo menino. Ao final da oração, Afsal abriu os olhos.
"Jesus Cristo apareceu pra mim", disse o adolescente, mais tarde. "Ele sorriu para mim e colocou suas mãos perfuradas na minha cabeça e no peito. Eu senti um sangue novo fluindo pelas minhas veias, como uma eletricidade”. O jovem também aceitou Jesus e o milagre foi comprovado depois que novos exames atestaram sua cura.
Atualmente, a família está sendo ajudada pelo pastor Paul e pela organização Bíblias Para o Oriente Médio, que alugou uma pequena casa para eles em outro bairro.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!