7 de junho de 2012

Balaão e nossas intenções perversas


Balaão era um falso profeta mesopotâmico que fora contratado pelo rei Balaque de Moabe para profetizar contra a nação de Israel, que vinha do Egito para conquistar a terra de Canaã. Sua história é relatada no livro de Números, nos capítulos 22 até o 24 e volta a ser citado no capítulo 31. Sua vida de profecias falsas e ganância o levaram a ser comparado com os falsos profetas que operavam na igreja de Pérgamo (Apocalipse 2.14).

Talvez pra muitos que não lêem corretamente a história de Balaão acreditam que ele era um profeta do Senhor, uma pessoa que buscava a santidade e viver segundo a vontade do Pai. Ledo engano. Balaão era um típico ecumênico, um sincretista que acha que "todos os caminhos levam a Deus". Ou ao dinheiro. Sim, porque é visível que o verdadeiro deus desse profeta era Mamom, as riquezas.

E quantos de nós fazemos como ele? Perguntamos a vontade de Deus para tomarmos uma atitude (Nm 22.8-12) e mesmo ouvindo a negativa dele queremos ouvir uma segunda opinião (22.19), demonstramos falsa piedade (22.18), mas no fundo no fundo nosso coração é outro. Aí Deus permite que façamos o que queremos (22.20) só pra ver aonde nossas intenções estão. Deus não enviaria um anjo da morte para tentar deter Balaão se o mesmo não tivesse querendo mudar de opinião logo que chegasse diante de Balaque e fizesse o que ele queria e não a vontade de Deus. Prova disso é que depois o mesmo incitaria os midianitas a levar o povo de Israel na prostituição (31.16). E ele pagaria caro por isso (31.8).

E nós? Até quando iremos querer forçar o Senhor a nos permitir fazer coisas que não são da vontade d'Ele? Até quando a palavra "esperar" e "confiar" permanecerá sem sentido para nós? Até quando permaneceremos pedindo mal, apenas pros nossos deleites? Que reflitamos nisso em nossas vidas.
Postado pela primeira vez por mim mesmo no Destruíndo a Mentira.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!