8 de junho de 2012

Igreja da pastora lésbica Lanna Holder tem relógio de ponto para controlar presença de fiéis e usa versão gospel de “Eu quero tchu” durante o louvor

Igreja da pastora lésbica Lanna Holder tem relógio de ponto para controlar presença de fiéis e usa versão gospel de “Eu quero tchu” durante o louvor
A “igreja inclusiva” Comunidade Cidade de Refúgio, liderada pelo casal de pastoras homossexuais Lanna Holder e Rosania Rocha foi tema essa semana de reportagem veiculada pela revista Carta Capital. A reportagem destacou que igreja a presença dos fiéis é controlada por um “relógio de ponto”, e que o louvor é animado por paródias de músicas do sertanejo universitário.
Segundo a revista, os frequentadores da igreja são majoritariamente casais homossexuais, porém o fiel e assessor de imprensa da igreja, Abdalla Daichoum, afirma que o público é diverso.
Criada com o objetivo de reaproximar os homossexuais da religião, a igreja vai completar um ano de existência no fim de junho, e terá como ápice de suas comemorações a distribuição de folhetos e a conversão de homossexuais durante a Parada Gay de São Paulo, que acontece nesse fim de semana.
“A Igreja nasceu com um prognóstico negativo, mas não é porque existem todas essas dificuldades que vamos aceitar esse julgamento”, afirmou Holder durante o culto acompanhado pela reportagem. A pastora criticou ainda a postura das outras igrejas em relação aos homossexuais. Em meio à pregação e às críticas, a pastora brinca com os fiéis e puxa um grito de louvor parodiando o sucesso sertanejo “Eu quero tchu, eu quero tcha”. Na versão da igreja, a música virou: “Eu quero Jê, eu quero zus, eu quero Jê-jê-jê Jesus!”.
Localizada em um trecho mal iluminado e repleto de botequins na Avenida São João em São Paulo, a igreja visitada pela reportagem tem em sua entrada um aparelho de ponto eletrônico, usado para controlar a assiduidade dos fiéis nos cultos. “Não pode esquecer de passar pelo ponto (eletrônico), irmãos”, afirma Lanna Holder durante o culto. Ela ainda completa: “Quem não passar vai receber ligação em casa para sabermos por que está faltando nos cultos e se está tudo bem. É um cuidado que temos”.
A Carta Capital destacou ainda o anúncio de que a igreja a igreja comprou por 3500 reais um programa de rádio com uma hora de duração, que irá ao ar em todos os sábados do mês de junho, na 101,3 FM, com objetivo de divulgar os ideais da denominação.
Fonte: Gospel+
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Wagner,paz.
    Eu acho que essa história de ponto eletrônico é para controlar dízimos e ofertas.
    Não parece uma igreja, e, sim, uma indústria.
    Ponto eletrônico na indústria já é um negócio constrangedor, imagina numa igreja?

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!