28 de junho de 2012

Pastores comentam sobre o consumo de bebidas alcoólicas por cristãos.


Pastores comentam sobre o consumo de bebidas alcoólicas por cristãos



O consumo de bebidas alcoólicas por cristãos é um assunto que divide opiniões. Enquanto algumas igrejas permitem o consumo moderado, outras condenam completamente. Mas afinal, a Bíblia proíbe ou não o consumo de bebidas alcoólicas?
Há quem defenda que na Bíblia há apenas a condenação para a embriaguês, como diz o bispo Josep Rossello Ferrer, moderador da Igreja Anglicana Reformada no Brasil. “Não se pode afirmar que a Bíblia condena a bebida. Encontramos nas Escrituras avisos claros contra o estado de embriaguez, que leva à perda do controle dos sentidos, mas não vemos nenhuma restrição ao consumo moderado”.
Ferrer é espanhol e conhece o hábito dos europeus de beberem vinho e cerveja, até mesmo os cristãos protestantes consomem essas bebidas e por isso ele acredita que o costume está ligado à cultura, cultura esta que foi trazida ao Brasil por diferentes missionários.
O pastor Hernandes Dias Lopes também falou sobre o tema em reportagem exclusiva da revista Cristianismo Hoje dizendo que o assunto é delicado, mas que os líderes devem tratá-lo biblicamente, sem se basearem na questão do “pode ou não pode”.
“Este é um caminho que pode construir uma ética farisaica e uma espiritualidade rasa”, disse Lopes que também mostra preocupação diante da violência gerada por pessoas alcoolizadas e pelo crescente consumo entre os jovens.
“Dessa maneira, não se pode fechar os olhos para a realidade de tantas tragédias pessoais decorrentes da bebida e das perspectivas da juventude brasileira, que está sendo consumida pelo álcool”. A dica do pastor presbiteriano é simples: se beber pouco é motivo de escândalo, então se abstenha de beber.
Já para o pastor episcopal Carlos Moreira dizer que o álcool é ruim é “atribuir mal a Deus, que o fez”. Por ser Deus o criador de todas as coisas, Moreira não concorda com a proibição do consumo. “Deus é santo, e em Salmos 104.15 aprendemos que ele fez o vinho, que alegra o coração do homem, assim como o azeite que faz reluzir o seu rosto e o pão, que lhe fortalece”.
Moreira mora em Recife e conta que uma vez foi visto por um membro de sua igreja bebendo cerveja em um restaurante. “Com tom condenatório, aquela pessoa perguntou-me como eu podia estar bebendo”. A resposta, simples e até bem humorada – ‘Minha irmã, não quero e nem posso ser melhor do que Jesus’”.
Contudo ele é a favor da moderação e reconhece que o alcoolismo é um problema grave, afirmando que nenhum cristão deve oferecer motivo de tropeço a um irmão sob o jugo desta doença. Mas o pastor Carlos Moreira também não concorda em ter que eliminar uma coisa só porque há quem abuse da liberdade em usá-la.
“Ora, os homens são levados ao erro por conta de mulheres e bebidas. Deveríamos nós abolir as mulheres?”, diz ele.

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/pastores-comentam-sobre-o-consumo-de-bebidas-alcoolicas-por-cristaos/
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

  1. Já fui cervejeiro antes de minha conversão e, após tornar-me uma nova criatura em Cristo Jesus, procurei abster-me de todo tipo de bebida alcoólica. Duas são as razões principais que me levaram a tomar esta decisão:
    a) o desejo de não escandalizar meu próximo, seja ele cristão ou não (Mateus 18:7);
    b) a consciência de que meu corpo, assim como de todo cristão, é templo do Espírito Santo (I Coríntios 6:19-20).
    Quanto ao aspecto cultural, existem casos, como o do vinho, em que o consumo moderado durante as refeições até traz benefícios para a saúde, à semelhança do que o apóstolo Paulo recomendou a Timóteo: "Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades" (I Timóteo 5:23). Porém, se o ato de beber vinho ou qualquer outra bebida alcoólica escandaliza meu próximo e o induz ao pecado, NÃO DEVO BEBER.

    ResponderExcluir
  2. Acho realmente que o que importa é oque 'sai' das nossas bocas, e não o que 'entra'.
    Se tudo for feito com decência; não é mesmo?

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Eu também concordo plenamente com a Vanda.Existem pessoas que não bebe um cole de bebiba alcoólica mas tem uma língua preta.

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!