12 de janeiro de 2012

Lixo musical nas igrejas do Senhor

 

         O Evangelho do Senhor Jesus Cristo tem sofrido ataques violentos contra a sua pureza, desde o primeiro século, a começar dos judaizantes e dos gnósticos. Podemos verificar esses ataques lendo as Epístolas de Paulo aos Gálatas e Romanos.

No século 4, o imperador Constantino tentou neutralizar o Cristianismo Bíblico, permitindo a fusão das doutrinas dos apóstolos com o judaísmo e o paganismo, formando a falsa religião que seria conhecida como Catolicismo Romano.

         No início do século 17, o Rei Tiago I ordenou que fosse impressa a Versão Autorizada de 1611 da Bíblia King James, a qual iria levar as verdadeiras doutrinas do Cristianismo ao mundo inteiro. E como Satanás não dorme, no final do século 19, foi criado o Texto Grego do Novo Testamento de Westcott & Hort, embasado nos corrompidos textos alexandrinos (os mesmos usados pela ICAR).

         Com a divulgação do Texto Grego de Westcott & Hort, a BKJ começou a ser substituída pelas novas versões da Bíblia, todas elas embasadas na obra desses dois homens incrédulos, que até frequentavam locais de adoração romanista e sessões espíritas. Tanto que diluíram a divindade de Cristo, em seu texto corrompido.

E como "um abismo chama outro abismo", tempos depois, a música sacra, que era usada desde o tempo de Lutero,  começou a sofrer a perigosa influência da modernidade, sendo aos poucos substituída pela chamada música contemporânea. A Psicologia entrou nas igrejas e também contribuiu para o declínio da fé cristã, trazendo o humanismo para dentro das mesmas. A palavra "pecado" caiu da moda...

Em meu texto de domingo passado, comentando o culto matutino da PIBT, escrevi sobre um corinho de quinta [Deus Sabe Meu Nome]  ensinado pelo ministro do 'louvor'... Numa letra de 7 linhas, foram repetidos (nada menos de dez vezes) o pronome pessoal "eu", junto com o pronome oblíquo "me" e os possessivos "meu" e "minha". O autor desta "maravilha teológica" [Tommy Walker] estava se exaltando, como se fosse um Deus! Esses compositores 'biblicamente analfabetos', não sabem que os corinhos (como os hinos clássicos a serem cantados nas igrejas) devem usar o pronome na primeira pessoa do plural, conforme convém a uma congregação cristã". Ultimamente, o que mais se escuta nas igrejas é a música contemporânea.

O autor deste e de muitos outros cânticos é amigo íntimo de emergentes, como Bill Hybels, um dos líderes do movimento "Promise Keepers", uma organização extra-bíblica, já firmada em milhares de igrejas, por toda a terra!

Ele também é amigo de Rick Warren, o homem dos "propósitos"... E de Jack Gayford, um emergente da pesada. Esses homens incrédulos estão corrompendo as igrejas evangélicas, com as suas doutrinas heréticas e sua música imprestável.  Um deles afirma que "Jesus teve uma vida sexual normal, quando esteve na Terra".  É preciso dizer mais?

Tommy tem faturado uma fortuna, nas igrejas emergentes e/ou "avivadas",  nos países das três Américas. Ele e outros compositores emergentes estão entrando nas igrejas batistas. Seus cânticos são de baixo conteúdo bíblico e sem o menor valor poético. A métrica e a rima desses cânticos é simplesmente nula. Os "ministros de música" ignoram tudo isso, obviamente por dois motivos: 1) falta de conhecimento do Inglês; 2) desejo de seguir a moda. Eles não pesquisam a origem desses cânticos medíocres e vão entrando na onda emergente, exatamente por causa da sua ignorância no assunto. Eles deveriam ser mais cuidadosos, pois igrejas cheias de analfabetos bíblicos não devem render grande fonte de lucro à piedade cristã... Pior ainda, essas igrejas vão encher o inferno de almas condenadas, supondo que estão salvas, porque cantam música contemporânea, bem ao gosto do "deus deste século".

         Que os líderes acomodados se preocupem menos em agradar aos homens e comecem a agradar a Deus. Com esse tipo de acomodação ao humanismo, eles estão abrindo as portas ao Anticristo e ao governo mundial. E na hora do acerto de contas, no Tribunal de Cristo, será tarde demais para se arrependerem. Ali, Deus não vai "conhecer o nome"  de nenhum deles, nem dos membros de suas igrejas, conforme supõe o autor da letra deste cântico ridículo.

 

Mary Schultze, 12/01/2012 - www.maryschultze.com

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!