25 de janeiro de 2012

QUEM QUER PÃO?




Você gosta de comer pão? No Brasil, o “pãozinho” nosso de cada dia é um hábito indispensável... Seja no café da manhã, a tarde, ou substituindo refeições, o pão sempre está lá...

Para o povo de Israel, o pão também era um alimento fundamental. Eles tinham apenas duas refeições por dia (desjejum e janta), e em todas elas o pão estava presente.

Na janta, o pão servia como uma espécie de colher: ele era usado para recolher a refeição de uma travessa que era compartilhada com todos os presentes. Como não havia padaria, quase que diariamente o pão era feito pelas mulheres de forma artesanal.

Como você pode perceber para Israel o pão também é um alimento de suma importância.

No texto que lemos, fica clara a preocupação do povo em estar com Jesus, mas não pelo alimento espiritual que Ele estava oferecendo, mas por causa dos pães e peixes que haviam sido multiplicados. O povo, na verdade, queria encher apenas a barriga.


Nestre trecho, Jesus repreende os interesseiros de plantão e se declara o pão da vida. Ele estava usando a linguagem mais compreensível possível. Sua intenção era mostrar que o homem não vive só do alimento para o corpo, mas precisa cultivar e nutrir seu espírito.

Tudo bem, mas vamos ver o que Jesus queria dizer mais especificamente com isso?

Bem, em primeiro lugar – Ele estava dizendo que era imprescindível:

Assim como o pão não pode faltar na sua mesa, e nem mesmo na de um israelita, Jesus é extremamente necessário na vida do homem. É por isso que Ele mesmo declara que “Eu sou o pão da vida”. O pão do cotidiano fica duro, cria mofo, acaba se estragando, mas Jesus é o pão vivo eterno que desceu do céu para nos dar vida.


Em Segundo lugar – Ele quer nos mostrar a sua importância cotidiana:

Todos os dias, quando acordo de manhã, a primeira coisa que avalio, é se existe pão e café na dispensa. Enquanto o café passa, normalmente eu saio para comprar pão. Isso é uma rotina diária. Com a figura do pão, Jesus está querendo nos dizer da sua importância do dia a dia. Ele é necessário todos os dias. Quando deixamos de nos alimentar do pão de Deus, meu espírito; assim como meu corpo com relação ao pão natural, tende a definhar. Não basta apenas crer em Jesus e entregar-lhe sua vida num ato. É preciso dar continuidade ao processo. É preciso se alimentar de Cristo.


Assim como pão e água, Jesus é simplesmente necessário e indispensável. Por isso Ele declarou que era água viva e pão da vida. Porque, sem Ele, nada podemos fazer.

É preciso estar com Jesus não por aquilo que Ele pode nos oferecer, mas por aquilo que Ele representa pra nós. Pão de Deus e Água Viva.



Marcelo Matias, pastor
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!