4 de fevereiro de 2013

Retratos de uma tristeza: Silas Malafaia vs Marília Gabriela e Repercussões na Internet.


Silas Malafaia se tornou famoso pelas suas pregações através da TV. Com seu jeito espalhafatoso, revoltado, seus gritos durante as pregações eram considerados um tanto quanto fortes demais, mas sempre disseram que valia a pena pela mensagem que ele passava. Com seu bigode e pastor de uma igreja tradicional, a Assembleia de Deus, Silas se tornou famoso.
Não acho que o seu jeito de falar seja pretencioso, ou que a sua argumentação muitas vezes violenta e em torno de voz alta seja um sinal de desrespeito. Ao final da entrevista o mesmo pediu desculpas pelo seu jeito, e disse que tem tentado mudar, mas que é difícil manter a compostura e a voz baixa no meio da zoeira que vira, por exemplo, quando ele é convidado a ir no Congresso falar sobre o PL-122. E nisso, eu concordo com ele – quando xingam sua mãe sua tia e sua avó, manter a voz baixa e tentar falar tranquilo não dá.
E então, alguns anos atrás, junto com uma cortada de Gilette atravessada, Silas se juntou a Mike Murdock e mudou alguns de seus pensamentos e doutrinas – nada contra quem faz isso, eu mesmo já mudei tantas vezes de ideia que leio alguns textos antigos (desse blog e de anteriores) e começo a rir de tanto que eu era meio bobo. Mas daí, com essa nova roupagem, desbigodada, Silas começou a mudar um tanto o foco das suas pregações, e de um dos pastores mais famosos, começou também a ser um dos mais controversos – por um dos pontos que até foi debatido no primeiro bloco do programa – a Teologia da Prosperidade.
Seja trocando Bíblias por ofertas 900 (e agora 1000) reais – com comentários mais distorcidos do que sala dos espelhos, seja xingando os seus opositores ou ainda com posições firmes acerca do homossexualismo/homossexualidade e todos seus aspectos.
Mas então o menino Silas, tendo abandonado seu bigode e entrado em pontos controversos do cristianismo protestante foi convidado a participar do De frente com Gabi, neste domingo (03.02). Quem não viu, pode conferir a íntegra do programa:
Vamos no ponto a ponto?
HEY, PSIU! Eu não vou entrar no mérito se Silas Malafaia tem 300 milhões ou 4 milhões como ele afirma dizer, isso pra mim tanto faz, não é o dinheiro ou a falta de dinheiro que vai provar o seu caráter. E quem fala Ah, ele podia dar tudo pros pobres, eu só cito Judas e a história da mulher que gastou todo o perfume com Jesus, sendo que podia ser dado aos pobres. Vamos ter cuidado com certas atitudes e julgamentos. Se ele tem mais de 300 milhões, amigo, que bom pra ele.
Mas eu não entendi porque ele fala (1:54) que ele é pastor a apenas dois anos e meio, e logo depois afirma que é pastor há trinta anos (4:25). Não, sério, não saquei qual foi a dele no começo, de desconsiderar todo período que esteve embigodado – só mostra que quando o tema é a sua credibilidade, principalmente a financeira, ele não sabe como se portar. Como ele já xingou todo mundo que fazia isso e tinha acabado de elogiar a Gabi, ele se enrolou.
Diz Malafaia que pastores devem ganhar um bom salário, e diz ele ter fundamentações bíblicas – que o pastor deve ser bem tratado. Amigos, eu não sei se vocês conseguem ver a diferença entre ser bem-tratado e receber um salário (independente dele ser de só mil e quinhentos reais, como ele afirma em 39:00). Quando uma visita vai à sua casa, ela é uma pessoa a ser bem-tratada, mas você não dá 500R$ na mão dela em agradecimento a ter visitado. Se você for uma pessoa muito bondosa, a trata bem, a ajuda com o que precisa, e até dá um quarto para essa visita – assim como uma certa história a partir de 1Reis 17:09.
Esse é um dos problemas da interpretação bíblica do Silas Malafaia – considerar os pastores/profetas como dignos de algum conforto, pelo seu papel de liderança (sempre vale lembrar a diferença entre o conceito de liderança meritocrático e o bíblico).
Logo em seguida, o Malafaia faz uma diferenciação muito importante (8:04): o besteirol da teologia da prosperidade e o que a bíblia fala sobre a prosperidade – ele faz uma distinção perfeita, mas incrivelmente cai em desgraça no próximo ponto, em sua interpretação de Salmos (112 e 01, nessa ordem) exatamente como se promete pelo que ele chamou de besteirol da prosperidade – quando diz das bênçãos de Deus, ele, assim como toda a teologia da prosperidade esquece a outra parte do mandamento, de pegar a sua cruz.
Mas CAUMA – ele ainda se salva em parte: “Sabe o que é prosperidade? Você tá aqui ganha mil reais, o da direita ganha 4 mil e o da esquerda 5 mil. Mas você vive melhor que eles, você tem alegria e paz na sua casa, não deve agiota. Isso é prosperidade bíblica” – e é mesmo.
Ele ainda comete mais um erro um pouco complicado (9:40), quando diz que ele tempessoas de todas as classes sociais. Ôpa, pasto, você é o dono do rebanho, e da igreja? Calma lá, rapaz, você não tem aquelas ovelhas lá não, tá só cuidando delas enquanto o Dono vem.
Quando você pensa que o primeiro bloco não pode piorar, aos 10:45, Malafaia diz que Deus trabalha com uma forma de recompensa o tempo inteiro, por conhecer como funciona o homem – eu já acredito que não é bem assim. Exatamente por conhecer o homem, Deus não espera nada, e é só através do espírito dEle que conseguimos ter lapsos de bondade – e se é através dEle que somos bons, que mérito há nisso para sermos recompensados? Pô, Malafaia, aí pegou pesado!
Agora para falar sobre homossexualidade, eu gostaria muito, de todo meu coração, que você lesse esse texto aqui, logo antes do que você tá lendo agora, onde eu coloco um pouco dessa discussão de surgimento da homossexualidade, dou minha opinião e peço pra você colaborar comigo pra eu ter uma ideia melhor desse tema.
Então vamos à segunda parte do programa – e pra mim foi aqui que a Marília Gabriela se perdeu. Esqueça que é o Silas Malafaia. O que o Silas Malafaia reclama da PL-122 é o maior problema jurídico dela, não o que alguém acredita. Em momento algum o Malafaia se disse contra os homossexuais– pode conferir o vídeo até de trás pra frente.
E aí vem a Marília Gabriela e diz “nem todas as pessoas tem a formação que você tem ou um tipo de esclarecimento”. Amiga Marília Gabriela – a resposta do Silas foi genial: “Então vamos cortar programas de televisão, vamos cortar filmes porque podem ensinar a matar”, e ela apelou dizendo que ele estava querendo tolher os direitos dos homossexuais, e entrou numa argumentação cíclica: os homossexuais precisariam de ter uma lei os defendendo porque eles tem uma lei os defendendo – LEMBRE-SE: eu estou falando de Direito, não de sociologia.
E aí ela partiu pro ataque pessoal por uns bons 10 minutos, e quando eu pensei que o menino Silas ia fechar bem quando disse “eu não estou aqui para condenar A, B, ou C, estou para condenar os pecados” – o qual é o papel dos profetas, e ele está certíssimo. O problema foi ele ter dito logo antes que Jesus falava mais de inferno do que de céu. Estatisticamente? Pode até ser, não parei pra contar. Teologicamente? E daí? Sim, não entendi o que ele quis dizer com isso. Deus é amor. Amor é justiça, justiça leva à retidão. Ponto.
Gabi ainda levantou outro ponto completamente inepto, dizendo que a bíblia proíbe o divórcio – outro mito. Leiemos Mateus 5:31-32 e 1Coríntios 7:15. A partir daí, eu não tenho mais nada a discutir. Silas Malafaia se mostrou muito mais são, racional, do que Marília Gabriela. “Eu posso ser o mais veemente possível para defender as minhas teses, mas isso não quer dizer que eu os odeie. [...] [Se o meu filho fosse homossexual] Eu o amaria 100%, e discordaria dele 100%. Quem disse que pra amar precisa concordar?” E a Gabi responde “Você ia fazer o inferno dele” – ué Maria Gabriela, como assim?
“Você coloca homossexuais lado a lado com bandidos” – desculpa, Gabi, mas o direito diz que são iguais. Sim, são. Eu também sou igual a um homossexual, e a um bandido. E você também, Gabi! Poxa, você é melhor do que um bandido? Alguém aqui pode se dizer melhor do que o outro?
“O que a religião não pode fazer é tentar se enfiar pela goela das outras pessoas” Malafaia, Silas.
Sério que vocês tão xingando o Silas por causa disso? Desculpa, cristãos emergentes descolados, mas dessa vez, eu fiquei com o Malafaia, viu?
Fonte: Abigobaldo


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

20 comentários:

  1. tem gente que gosta de crescer em cima da fama de outrem, mas a marília parece gostar de corrigir mais do q se deter na entrevista, vamos ter ética profissional ... SIlas vc é demais, vc é ungido de DEUS, e corajoso. pq DEUS procura corajosos, ousados mesmo

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com você, essas pessoas que estão questionando os argumentos do Pr. Silas deveriam ir ler a Bíblia e buscar entender os seus ensinamentos e preceitos antes de criticar, e verem que o que ele disse está escrito na palavra. Deus odeia o homossexualismo, mas ama o homossexual. A comparação dele do homossexual com o ladrão, assassino, etc, não foi infeliz, pois ele não está apontando o caráter da pessoa, mas sim os seus pecados, que apesar deles, são amados pelo Pai, que quer cuidar deles e vê-los fora dessa situação mundana.

    ResponderExcluir
  3. Acho que antes de analisar se a Gabi está supondo que alguém é melhor que alguém, deve-se analisar o contexto da conversa entre os dois.

    “eu não estou aqui para condenar A, B, ou C, estou para condenar os pecados” Malafaia

    “Você coloca homossexuais lado a lado com bandidos” Gabi

    Malafaia claramente está falando de comportamentos pecaminosos. SE a Gabi deu continuidade ao pensamento do Malafaia, logo ela também está discutindo comportamentos pecaminosos. Pra mim fica claro que a afirmativa da Gabi coloca lado a lado justamente comportamento. E colocar lado a lado o comportamento de um bandido com o comportamento de um homossexual realmente não é o caminho.

    ResponderExcluir
  4. Opa ! Deus odeia o homosexualismo mas ama o homosexual ?? Onde está isso na bíblia ? Os loucos não pararão à tua vista; odeias a todos os que praticam a maldade. (Sl 5:5)Mas uma vez o "mala" se deu bem às custas dos ignorantes bíblicos e adeptos do seu sistema religioso.ABS

    ResponderExcluir
  5. Sou evangelica desde sempre, na realidade protestante desde que me entendo por gente, mas a algum tempo nao tenho uma denominação específica. Não tô no mundo, mas tb não concordo com mts coisas nas igrejas.
    Acho que o Malafaia poderia ter levado a Bíblia para a entrevista, mas parece que ele estava mais preocupado em levar meia duzia de papeis da receita federal. Com a Bíblia na mãe ele poderia ter dito para a Marilia: Lê aqui na Bíblia, aonde fala de homossexualismo, etc e tal. Mas o interessante da entrevista não era isto. Isto a gente já ta cansado de saber. O interessante para mim seria ele mostrar um outro lado, falar da sua família, falar sobre o seu laser... Sinceramente, quando eu era criança, minha avó cantava um cantico: " nem por força, nem por violencia, mas pelo meu Espírito". A chave da conquista é deixar o Espírito agir. Só o Espírito. Se Deus permite o mundo jazer no malígno, é Ele que permite. Então, se não for pelo Espirito Dele, meu filho, não tem gritaria, não tem barraco, não tem quebra pau, que Abra os olhos dos que estão no pecado.

    ResponderExcluir
  6. amigo com referencia a silas ser pastor a 2 anos e meio, se refere pastor da igreja assembleia vitoria em Cristo, mas de ministerio ele tem 30 anos entendeu???

    ResponderExcluir
  7. Sua explanação sobre a entrevista foi bastante plausível! Parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Dó se quem ainda se refere como padre, para alguém que prefere uma criança em algum tipo de entidade do que participar de um convívio familiar, não merece meu respeito. Pra ele o que mais importa são suas falcatruas com políticos, querendo ou não o lado ruim do Brasil sempre está ligado uns aos outros !

    ResponderExcluir
  9. Realmente o falso profeta o anti cristo da nova geração ainda consegue convencer adeptos ignorantes e de cabeças fracas como vcs..... Patético, esse maldito vai queimar no inferno....

    ResponderExcluir
  10. Só gostaria de lembrar aos evanjas que o Rei Davi sentia mais amor Jônatas o que a uma mulher -- podia dizer que mais que o de um irmão -- e apesar do Rei Salomão apertar, ele não arredou o pé, e seguiu "lutando esgrima".
    Quem conta essa história é o primeiro voyeur paparazzi já descoberto, Samuel. O pior é o desgraçado se deu bem, o primeiro livro foi um sucesso editorial, e ele continuou com o "romance" no segundo livro!

    ResponderExcluir
  11. 1 Há dois anos e meio ele é Pastor responsavel por um ministerio há trinta anos ele ja era pastor porém liderado por outros pastores nao era responsavel por um ministerio inteiro e com a responsabilidade de mante-lo

    ResponderExcluir
  12. 2 sim a biblia diz que o obreiro ´´e digno de seu salario

    Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina;

    Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário.
    1 Timóteo 5:17-18

    ResponderExcluir
  13. Silas Malafaia tem coragem de dizer a verdade. Deus o honrará!

    ResponderExcluir
  14. só avisar ao Anônimo says, que ele não sabe diferenciar o amor ágape do amor eros, e quanto a entrevista o Silas deu um show na Gabi que desde o início foi tendenciosa e parcial, enquanto o Silas sempre foi cordeal e até a elogiou, ela transformou a entrevista em um debate e pagou caro por isso, levou uma surra de argumentos e passou vergonha, chupa gabiiii!

    ResponderExcluir
  15. Não sei o porque de tanta polemica, ninguém é obrigado a acreditar nas falacias de Silas, o cara não abre mão dos seus ideais e pronto. Ele conseguiu o que queria audiência.

    ResponderExcluir
  16. eu acho que o silas esta a 50 anos atraz com seus cometarios preconceituozo contra gays

    ResponderExcluir
  17. A entrevista revela a diminuta noção que os meios de comunicação brasileiros têm acerca da liberdade de consciência e crença. O despreparo da jornalista-entrevistadora quanto a este tópico foi gritante, revelando insensatez da condução da entrevista bem como a sua postura de clara tentativa de exposição ao ridículo do entrevistado por discordar de seus pontos de vista. Os telespectadores pretendiam entender a posição do entrevistado sobre temas polêmicos e não a da entrevistadora. Todavia, a entrevistadora conseguiu deixar bem claro os seus posicionamentos, interrompendo deselegantemente o entrevistado em várias oportunidades pretendendo lança-lo em contradição e ridículo. Pior, no fecho da entrevista, a apresentadora chegou ao cumulo de fazer distinção entre o conceito universal de D-us para ofender um clérico com quem discordava, esquecendo-se do minimo de urbanidade com uma pessoa que acatou um convite para ser entrevistafo. Não pertenço à igreja do Pr. Malafaia, guardando inclusive muitas reservas às suas opiniões, porém, salvo em alguns detalhes, o pastor comportou-se de forma equilibrada e respeitosa, o que não o fez a emtrevistadora.

    ResponderExcluir
  18. Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim.

    Porque quem não é contra nós, é por nós.

    Porquanto, qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois discípulos de Cristo, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão.

    E qualquer que escandalizar um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e que fosse lançado no mar.
    Marcos 9:39-42

    Vamos parar de perder tempo falando mal de quem fala de Jesus, vamos olhar para dentro de nós, seguir para o alvo e deixar de hipócrita pois todos nós temos os nossos pecados defeitos e levamos o evangelho as pessoas, a diferença que não somos pessoas famosas, atirar pedras é fácil, recebê-las que é difícil.

    Fica a dica

    ResponderExcluir
  19. Olá amados, vou tentar permanecer no topico.
    A apresentadora, é famosa por ser inteligente e conseguir constranger seus intrevistados, ao mesmo tempo que elogia seus egos. Mas com Silas, eu vi alguém que perdeu a postura, frente a um Homem de raciocínio mais rápido do que o dela, e que usava de argumentos com fundamentos, contrariando e forçando ela a ir para o lado pessoal, sua feição muda do meio da entrevista em diante, tudo por que fica desconcertada, sem argumentos plausíveis. Gostei do modo que Silas se portou, de como falou em rede nacional de quem realmente influencia o povo a fazer coisas erradas.

    Gabi teve em sua frente o que merecia faz muito tempo, por sua arrogância e ar de superioridade.

    ResponderExcluir
  20. Ele bem q poderia ir no programa d JÔ ! o jô tem mais informação/´formação teologa q a Gabi; q fez seu papél muito bem,perguntou ao ,Malafaia o que q discorda perguntaria.DUELA A QUEM DUELA;

    ResponderExcluir

Comenta! Elogia! Critica! É tudo para o Reino!

Considere apenas:
(1) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com modos.

(2) A única coisa que eu não aceito é vir com a teologia do “não toque no ungido”, que isto é conversa para vendilhão dormir... Faça como os irmãos de Beréia e vá ver se o que lhe foi dito está na Palavra Deus!
(3)NÃO nos obrigamos a publicar comentários ANÔNIMOS.
(5) NÃO publicamos PALAVRÕES.

“Mais importante que ser evangélico é ser bíblico” - George Knight .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visite

Seguidores

Google+ Followers

+


Comentários em Artigos!

Total de visualizações

Blogroll

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Marcadores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

top social

WebEvangelistas -Google+

top navigation

Siga por e-mail

Blog Archive

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste Teste

Marcadores

Anuncio!!